Brasileiros, quem somos?

Solo disponible en BuenasTareas
  • Páginas : 5 (1073 palabras )
  • Descarga(s) : 7
  • Publicado : 15 de junio de 2010
Leer documento completo
Vista previa del texto
O Brasil conta com uma história. Uma grande história, porém sem as grandiosas conquistas gregas ou os avanços romanos. Sem as sangrentas guerras da Espanha, França ou Inglaterra (pois as guerras, em sua maioria [no Brasil], excluíam o povo). Sem o sentimento de patriotismo fervoroso dos demais países.
A História do Brasil não ensinou a nós, os brasileiros, sermos patriotas. Nem qual é osignificado dessa palavra. O que é ser brasileiro? É falar o Português? É morar no Brasil? É saber jogar futebol? Ou gostar de mar, praia e carnaval? E se, por acaso, eu for brasileira e não me incluir em nenhuma dessas alternativas, deixarei de sê-lo?
Quem é esse povo? Onde é o Brasil? Quem são os brasileiros?
Perguntas como essas são difíceis de serem respondidas. Não por não sabermos nos identificarcomo brasileiros, mas por não sabermos definir a tênue linha que separa a nossa cultura da cultura de outros países.
Especialistas podem dizer que, em uma época de globalização, isso seria normal. Porém, no caso brasileiro, a globalização tem mais de 400 anos. Que culpa terá o povo de ser colonizado de forma tão impiedosa? Sim, impiedade, por não nos deixar desenvolver e seguir nossos própriospassos, ensinando-nos o que vestir, o que comer, o que ler, o que construir, o que sorrir... O Brasil é uma criança abandonada, cujos pais o abandonaram quando mais precisava...
Quando os colonizadores resolveram vir para o Brasil, marcou-se o início de uma desconstrução do patriotismo que começava a ser estabelecido. A Corte Portuguesa chegava para instaurar um novo Portugal, longe das ameaçasfrancesas ou inglesas (não para inovar o Brasil). Então a cultura que nascia com o contato dos primeiros colonos, índios e negros, começa a ser transformada: desde a religião até as danças e músicas ouvidas.
A população acostumada já a não reclamar direitos, aceita cabisbaixa o inventário cultural. Se antes os brasileiros divertiam-se dançando o coco ou o jongo (danças de caráter religiosoafricana), agora se espremiam em vestidos espartilhados e aveludados no calorento Brasil, dançando o fandango, as valsas ou as quadras (danças tipicamente européias).
E essa grande influência de estrangeiros não parou por aí. Os brasileiros tomaram como verdade que o que é oferecido por outros países é o melhor, mais eficiente e duradouro, digno de ser utilizado por todos do mundo.
Daí, a velhahistória: o Brasil tem uma enorme herança cultural. Herança de quem? Talvez de todos. Alemães, ingleses, franceses, holandeses, espanhóis, poloneses, italianos, japoneses, chineses, portugueses, índios... Cada época uma, cada região outra.
Historicamente, em cada época, um ou outro país teve grande influência na sociedade brasileira: por volta de 1500, Portugal; 1620, Holanda; 1750, Inglaterra e França;1819, Suécia; 1870 e 1880, Espanha e Itália; 1890, Alemanha, Eslováquia e Polônia; últimos séculos, os Estados Unidos. Os europeus trazem não apenas seus costumes, hábitos alimentares e tradições para o país, mas também as idéias anarquistas e socialistas, que mais uma vez, o povo brasileiro assistia enquanto uns diziam o que era melhor para o operariado (movimentos sindicais, por exemplo).
Comoexemplo desse fato, pode-se citar que durante o período colonial, o Brasil esteve proibido de praticar qualquer atividade produtiva que competisse com Portugal ou prejudicasse os interesses comerciais da metrópole. Por isso o movimento para a industrialização do país só aconteceu entre o final do século XIX e início do século XX, porém com indústrias voltadas para a produção de bens de consumo.Antes desta data tudo o que se consumia no Brasil era importado.
Dessa forma a cultura brasileira tingia-se de outras culturas. Em diversas regiões ainda é possível distinguir essa ou aquela influência: na Região Sudeste percebe-se, em São Paulo, características italianas e japonesas muito fortes, que vão desde a população à arquitetura; na Região Nordeste, em Recife e Maranhão, nota-se...
tracking img