Breve historia del azulejo portugués

Solo disponible en BuenasTareas
  • Páginas : 11 (2705 palabras )
  • Descarga(s) : 0
  • Publicado : 14 de mayo de 2011
Leer documento completo
Vista previa del texto
A HISTÓRIA DO AZULEJO EM PORTUGAL No site www.instituto-camoes.pt existe uma interessante história sobre o azulejo em Portugal que nos parece pertinente aproveitar neste trabalho sobra a arte da azulejaria, sobretudo no concelho de Mirandela. Em Portugal, os azulejos percorrem estilos e linguagens de todos os tempos e enchem de cor qualquer visita.

Azulejo: Azulejo Originalidade do seu uso emPortugal

AZULEJO é a palavra portuguesa que designa uma placa cerâmica quadrada com uma das
faces decoradas e vidradas. A sua utilização é comum a outros países como Espanha, Itália, Holanda, Turquia, Irão ou Marrocos, mas em Portugal assume especial importância no contexto universal da criação artística: 1. Pela longevidade do seu uso, sem interrupção durante cinco séculos. 2. Pelo modo deaplicação, como elemento que estrutura as arquitecturas, através de grandes revestimentos no interior dos edifícios e em fachadas exteriores. 3. Pelo modo como foi entendido ao longo dos séculos, não só como arte decorativa mas como suporte de renovação do gosto e de registo de imaginário.

Azulejo em Portugal: suporte de tolerância entre o exotismo e a sensualidade

O AZULEJO é um elementoidentificativo da Cultura portuguesa, revelando algumas das suas matrizes profundas:

1. A capacidade de diálogo com outros Povos, evidente pelo gosto por Exotismos em que aos temas de uma cultura europeia se misturam, por exemplo, os das culturas árabes e indianas. 2. 2. Um expedito sentido prático, revelado no uso de um material convencionalmente pobre, o azulejo, como meio de qualificaçãoestética dos espaços interiores dos edifícios e dos espaços urbanos. 3. 3. Uma específica sensibilidade que em Portugal se orienta mais para valores de Sensualidade do que de Conceito, manifesta logo pela preferência de um material colorido, reflector de luz, pela expressão imediata da pintura, e a escolha das próprias imagens mais centrada na descrição do real.

Tradição islâmica

As primeirasutilizações conhecidas do azulejo em Portugal como revestimento monumental
das paredes foram realizadas com azulejos hispano-mouriscos, importados de Sevilha cerca de 1503. A presença árabe na Península Ibérica fez-se sentir pela permanência de uma prática da Cerâmica, sendo Sevilha o grande centro produtor de azulejos ainda nas técnicas arcaicas de corda-seca e aresta, até meados do século XVI. Aevolução dos motivos passou das laçarias e encadeados geométricos mouriscos para temas vegetais e animalistas europeus, entre o gótico e o puro gosto Renascença. Contudo permanece em Portugal, mais do que os motivos em si, um gosto mourisco pelo excesso em revestimentos decorativos totais dos espaços, espécie de horror ao vazio.

A influência da Itália e da Flandres

O desenvolvimento daCerâmica em Itália com a possibilidade de se pintar directamente sobre o azulejo, em técnica de majólica, permitiu alargar a realização de composições com diversas figurações, historiadas e decorativas.
Ceramistas italianos fixaram-se na região da Flandres e divulgaram os motivos decorativos maneiristas e os temas da Antiguidade Clássica. Para Portugal fizeram-se encomendas na Flandres e a fixação deceramistas flamengos em Lisboa propiciou o início de uma produção portuguesa a partir da segunda metade do século XVI. Modelos de circulação internacional, oriundos de uma estética maneirista da Flandres, são utilizados agora por pintores de azulejo que realizam composições monumentais, feitas com saber erudito de Mestres em desenho e pintura, como Francisco e Marçal de Matos.

Século XVII Azulejosde repetição

Fixado em Portugal o gosto por revestimentos cerâmicos monumentais em igrejas e palácios, era dispendiosa a encomenda de grandes composições únicas, adequadas a cada espaço, optando-se, de modo mais frequente, por azulejos de repetição. Entre finais do século xvi e inícios do XVII realizaram-se composições de enxaquetados, azulejos de cor lisa que, na sua alternância, iam...
tracking img