Brincando também se educa

Solo disponible en BuenasTareas
  • Páginas : 20 (4914 palabras )
  • Descarga(s) : 0
  • Publicado : 16 de enero de 2011
Leer documento completo
Vista previa del texto
BRINCANDO TAMBÉM SE EDUCA

Autora: Sonia Onofri de Oliveira – Psicóloga, Especialista em Psicomotricidade e Psicologia Educacional, Psicomotricista relacional, Mestre em Educação, Professora da Universidade FUMEC.
Coordenadora do Curso de Pós Graduação em Psicomotricade na Universidade FUMEC - Belo Horizonte - Brasil

Resumo:
A autora neste artigo faz considerações sobre a importância dese resgatar com os pais o prazer e a alegria de brincar, para comunicarem melhor com seus filhos. Propõe encontros com as famílias através de atividades lúdicas, encontros estes que rompem com as formas convencionais de trabalhar com os pais suas dificuldades relacionais e com a maneira tradicional de orientação familiar geralmente utilizada pelos educadores.

Resumo:
La autora en esteartículo, hace consideraciones sobre la importancia de rescatar con los padres el placer y la alegría de jugar para comunicarse mejor con sus hijos.
Plantea encuentros con las familias a través de actividades lúdicas, encuentros estes que rompen con las formas convencionales de trabajar con los padres sus dificultades relacionales y con la manera tradiccional de orientación familiar generalmente usada porlos educadores.

Palavras Chave: encontros lúdicos, comunicação entre pais e filhos, , jogo psicomotor.

A sociedade do fim do século XX e início do século XXI se debate em crises, cujas consequências afetam o núcleo familiar de tal maneira que sobre este incidem os efeitos de conflitos sociais, políticos, econômicos, culturais e relacionais.
A família muito sofre diante de taisdesequilíbrios. Observa-se grande influência dos meios de comunicação de massa que geralmente propagam elementos deformadores como divórcio, prostituição, infidelidade, consumo de drogas, além de outros problemas como insalubridade, analfabetismo , sub - alimentação, que fazem com que a qualidade de vida diminua progressivamente até os limites de uma degradação sócio econômica, contribuindo para adesintegração da sociedade. Por isso, há que se buscar meios para resgatar na instituição familiar seus valores, promovendo sua melhor maneira de vida.
“O adulto da nossa sociedade ocidental, com suas estruturas cognitivas e sociais extremamente formais, parece ter perdido o contato com seu eu interior, com a criança que foi” (Prista, 1993 p. 60) e não se permite ser espontâneo, inclusive até parabrincar. Pensam que se assim o fizerem , perderão a autoridade e para eles, brincar é atividade para crianças bem pequenas, nunca uma atividade de aprendizagem para qualquer idade.
O ser humano se esquece, ou talvez ignora, que através da brincadeira e do jogo pode experimentar o mundo, mobilizar sua unidade de ser, ampliando o conhecimiento de si e do outro, estabelecendo uma relação dialéticaentre seu mundo interno e o externo. Por meio da brincadeira pode-se viver as ambivalências amor/ódio, dar/receber, prazer/desprazer, bom/mau, sim/não, afeto/desafeto, aceitar/rejeitar e outras. Estes aspectos só poderão ser vividos de maneira plena num espaço coletivo, para que assim o homem aprenda a se valorizar e a valorizar o outro, suas idéias e produções, assim como as do próximo.
Bion,(1975) trabalhando com grupos no período da II Guerra Mundial, partiu do princípio de que “o homem é um sujeito social e que a relação com o outro está sempre presente, ainda que de forma imaginária ou simbólica. O grupo funciona como uma unidade mesmo quando os seus membros não têm consciência disso” Para o autor, existe uma cultura-grupal no interior de todo grupo e esta é resultante dainter-relação entre os valores e normas do grupo, bem como dos desejos de cada participante e a isso ele denominou de mentalidade grupal.
Podemos encontrar nas obras de Freud, um grande interesse pelos fenômenos sociais e ele atribui uma grande importância ao “outro” na constituição do sujeito. Freud atribuiu o desenvolvimento de um sentimento de grupo às primeiras experiências em família.
È sabido...
tracking img