"De cortázar a sabanés: o lúdico e o estranho na construção do fantástico”

Solo disponible en BuenasTareas
  • Páginas : 9 (2121 palabras )
  • Descarga(s) : 0
  • Publicado : 7 de junio de 2011
Leer documento completo
Vista previa del texto
"De Cortázar a Sabanés: o lúdico e o estranho na construção do fantástico”
Verônica Sobreira - UERJ[1]

O presente trabalho tem como objetivo analisar a obra cinematográfica Mentiras Piadosas do diretor Diego Sabanés (2008), identificando a importância do lúdico na revelação de atitudes tipicamente burguesas, que define assim o perfil de uma sociedade, cujas ações se baseiam namanutenção das aparências e na mentira. Partindo da leitura de Julio Cortázar, homo ludens (Gambetta: 2001), O estranho (Freud: 1919) e da obra do escritor argentino, observaremos que o confronto entre realidade e ficção em cenas do cotidiano cria uma segunda realidade na vida das personagens, envolvendo-as de tal forma a ponto de fazê-las esquecer de seus verdadeiros problemas, levando-as a viver àsmargens de si mesmas, de suas histórias pessoais e coletivas. Com o auxílio de um dos recursos mais utilizado por Cortázar a ambigüidade, lançasse mão da arte para relatar o mundo em que vivemos.

Neste sentido, observaremos que uma mentira pode desencadear todo um processo de autodestruição, que muitas vezes atinge não só o nosso cotidiano, mas que também se reflete em nossaprópria condução perante a sociedade. Através da ambigüidade, mostra que situações aparentemente banais, serão capazes de definir uma sociedade. Mesmo num conto sem caráter diretamente “político” ele nos impõe a reflexão sobre as decisões que exercemos e que podem determinar o posicionamento de uma geração inteira e interferir na realidade que vivemos. Prendemo-nos a mentiras até que em dado momentonão sabemos quem somos. Sejam elas cotidianas ou sociais fugir não é a solução.

Os relatos fantásticos que compõem a obra de Cortázar surgem das múltiplas interpretações que seus contos oferecem, nos quais o “estranho” não encontra nenhuma explicação coerente ou racional, nos alertando para o absurdo de nossas atitudes cotidianas. Veremos que o diretor argentino soube traduzir perfeitamentepara o cinema o projeto político implícito na arte cortazeana. Após as leituras e análises dos contos “La salud de los enfermos”, “Las Cartas de Mamá”, “Casa Tomada” e “Los Buenos servicios”, a partir dos textos teóricos ”O estranho” (Freud, 1919) e “Julio Cortázar, homo ludens” (Gambetta, 2001), realizamos um trabalho comparativista com o filme “Mentiras piadosas”, de Diego Sabanés (2008).No dicionário (Aurélio: 2008), a palavra mentira pode significar – ato de mentir; engano propositado - falsidade; história falsa; aquilo que engana ou ilude= fantasia, ilusão. Em Mentiras piadosas nos deparamos com todas estas definições e muito mais, pois Diego Sabanés, um jovem diretor argentino transpôs com maestria uma das vertentes da obra do escritor também argentino Julio Cortázar. O lúdicoe o estranho são evocados nesta obra para justificar as atitudes da sociedade burguesa argentina. Há uma necessidade histórica em demonstrar e vivenciar as aparências neste contexto social e Cortázar mesmo sendo procedente desta burguesia sempre a “alfinetou”. Deste modo temos esta excelente produção cinematográfica, que traduz de forma majestoso o diálogo de Cortázar com seus leitores e podemosdizer que até que não está ambientado com universo do autor saberá apreciar.

Livre adaptação do conto “La salud de los enfermos” é possível perceber desde a primeira cena a presença inquietante do escritor. Sabanés ousou e conseguiu transpor para a tela uma serie de signos presentes na obra de Cortázar. Diante deste universo, temos a oportunidade de analisar aqui o encontro do lúdico e doestranho que irão sustentar e cristalizar a realidade das personagens envolvidas, conceitos que sempre foram muito bem desenvolvidos ao longo da narrativa do autor. A ilusão uma das facetas da mentira é aqui retrata nas atitudes de uma família burguesa, que recorre a uma fantasia sustentada por todos seus membros para suprir a falta de outro que partiu, ou seja, o jogo será o condutor desta...
tracking img