Desemprego

Solo disponible en BuenasTareas
  • Páginas : 2 (252 palabras )
  • Descarga(s) : 39
  • Publicado : 15 de julio de 2010
Leer documento completo
Vista previa del texto
A taxa de desemprego em Portugal vai continuar a subir, pelo menos, até 2011, tocando os 11,7% no final do ano, estima a Ernst & Young.
Noseu relatório de Verão, a consultora financeira pinta um cenário negro para a economia nacional, arrastando o estado de recessão até 2012.
Aacompanhar o grave problema da economia portuguesa está o elevado nível de desemprego. Depois de ter renovado máximos durante meses, a taxa dedesemprego vai mesmo continuar a crescer.
Em Abril, a taxa de desemprego em Portugal chegou aos 10,8%, o valor mais alto dos últimos 20 anos, segundocontas da OCDE. Ao todo, 595 mil portugueses estavam à procura de trabalho.
No final deste ano, a taxa de desemprego tocará os 11,1% e vai mesmochegar aos 11,7% em 2011. Só então deverá começar a recuar: menos 0,1% em cada ano, até 2013.
«Sem reformas estruturais para tornar a economia maiscompetitiva, Portugal corre o risco de experienciar, no melhor cenário, um crescimento lento durante muitos anos», avisa a Ernst & Young.
Nocentro destas reformas, uma ideia essencial: «Portugal tem de tornar os gastos e os salários mais cíclicos». Isto é, se a economia cresce osordenados devem crescer, se a economia está em depressão, os salários têm de ser reduzidos.
A consultora financeira deixa ainda a Irlanda como umexemplo a seguir, por ter aplicado um corte rigoroso nos custos e ter permitido às empresas cortar no número de empregados, em nome da produtividade
tracking img