Fraturas mandibulares durante ou apos a exodontia de terceiros molares inclusos

Solo disponible en BuenasTareas
  • Páginas : 35 (8680 palabras )
  • Descarga(s) : 0
  • Publicado : 8 de junio de 2011
Leer documento completo
Vista previa del texto
1 INTRODUÇÃO

“A remoção cirúrgica de terceiros molares impactados é a cirurgia mais freqüentemente realizada por cirurgiões bucomaxilofaciais”. Esta afirmação é encontrada na maioria dos artigos da literatura que se referem à avaliação da problemática da exodontia do terceiro molar (MERCIER; PRECIOUS, 1992; ELIASSON et al., 1989; CHIAPASCO et al., 1993; WAGNER et al., 2005).
A impacção deterceiros molares tem sido associada à presença de desordens tão diversas como pericoronarite, cáries na superfície distal do segundo molar ou no próprio terceiro molar, dor miofacial, alguns tipos de cistos e tumores odontogênicos, e apinhamento dental primário ou secundário (CHAPARRO-AVENDAÑO et al., 2005).
A maioria dos autores concorda que é necessário conhecer as várias complicações possíveisde ocorrerem em tais cirurgias; os riscos da retenção deliberada do 3º molar, os riscos da intervenção sobre os mesmos; os benefícios da retenção e os benefícios da intervenção sobre estes elementos para que se possa tomar a decisão mais adequada a cada caso (LASKIN, 1971; MERCIER; PRECIOUS, 1992; ELIASSON et al., 1989; PETERSON et al., 1998; ALBERTOS CASTRO et al., 1996). A discussão sobre osriscos e complicações na prática da cirurgia bucomaxilofacial junto ao paciente ainda é incomum, mas deveria estar incluída tanto no pré-operatório quanto nas instruções pós-operatórias (PERRY; GOLDBERG, 2000).
As complicações mais comuns da cirurgia de terceiro molar inferior incluem a alveolite, infecção secundária, disestesia e hemorragia (IIZUKA et al., 1997; SISK et al., 1986; OSBORN et al.,1985; GOLDBERG et al., 1985; BOER et al., 1995). Estas complicações têm sido estudadas e relatadas extensivamente na literatura. Uma possível e importante complicação da cirurgia de terceiros molares, porém pouco estudada, é a fratura de mandíbula durante ou após exodontia de terceiro molar (trans ou pós-operatória), evento incomum, mas que deve ser considerado, pois pode trazer graves problemasaos pacientes (LIZUKA et al., 1997).
A mandíbula é o osso facial mais comumente fraturado que se apresenta a cirurgiões bucomaxilofaciais. Este osso responde aproximadamente por 30% de todas as fraturas da face (DUNSTAN; SUGAR, 1997). Em estudos recentes, os principais fatores etiológicos destas fraturas continuam sendo os acidentes automobilísticos e as agressões, ambos alternando-se no primeiroe segundo lugar (COSTA et al., 2004; HORIBE et al., 2004). Horibe et al. afirmam que as fraturas mandibulares causadas por agressão (armas de fogo, chutes, socos, etc...) vêm aumentando nos últimos anos, e em sua mais recente pesquisa, este é o principal agente etiológico neste tipo de fratura.
A fratura da mandíbula durante a extração de terceiros molares é uma complicação rara, e mais raraainda após a exodontia destes elementos; geralmente é resultado da aplicação de força excessiva durante a cirurgia, mas quando estes dentes estão profundamente impactados, uma força pequena pode causar fratura (PETERSON et al., 1998; KOMERIK; KARADUMAN, 2006).
Controversa ainda é a relação entre a presença de terceiros molares impactados e fraturas do ângulo e côndilo da mandíbula (FUSELIER et al.,2002). Alguns pesquisadores vêm defendendo a remoção profilática destes elementos como prevenção de fraturas do ângulo da mandíbula, enquanto outros autores afirmam que na ausência dos terceiros molares, a fratura poderia ocorrer na região do côndilo, o que exigiria um tratamento mais desafiador do que no caso de fratura de ângulo (ZHU et al., 2005).
A dificuldade em se estabelecer indicações econtra-indicações absolutas sobre a extração profilática de dentes impactados assintomáticos também é praticamente um consenso entre os pesquisadores do tema (ALBERTOS CASTRO et al., 1996). Segundo Bruce et al. (1980), a falta de evidência estatística geralmente resulta em confusão na estimativa das indicações, riscos e benefícios das cirurgias, que acabam baseadas apenas nas impressões...
tracking img