Freud, psicanálise e educação

Solo disponible en BuenasTareas
  • Páginas : 10 (2344 palabras )
  • Descarga(s) : 17
  • Publicado : 4 de junio de 2010
Leer documento completo
Vista previa del texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS
Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas
Departamento de Psicologia
Psicanálise I
Professor: Eduardo Gontijo

 
 
freud, psicanálise e a educação
 
 

Luiza Rallo Jardim

 
BELO HORIZONTE
13/05/2010

 
 

freud, psicanálise e a educação

Luiza Rallo Jardim
Nº de matrícula: 2009044970
UFMG

 
BELO HORIZONTE
13/05/2010

SUMÁRIO1. Introdução ---------------------------------------------------------------------------- 4

2. A visão de Freud sobre a educação ---------------------------------------------- 4

3. Comentadores ------------------------------------------------------------------------ 8

4. Conclusão ----------------------------------------------------------------------------- 9

5.Referências Bibliográficas --------------------------------------------------------- 9

INTRODUÇÃO

Educação e psicanálise são hoje um tema intrigante. As escolas e colégios da atualidade têm sido desafiados a enfrentar problemas que, muitas vezes, fogem ao âmbito somente educacional, abrangendo novas formas de conhecimento sobre a constituição do ser humano e de suas relações nasociedade. Dessa forma, deveria haver uma revisão das concepções sobre o ensino/aprendizagem e a psicanálise pode ser de importante ajuda nesse sentido.
O objetivo desse trabalho é, portanto, evidenciar uma relação entre a formação do caráter de aprendizagem da criança (educação) e os pressupostos da psicanálise, de forma que uma complemente a outra. Alguns exemplos de dificuldades no ambiente escolar,como distúrbios de aprendizagem, indisciplina e violência, podem estar vinculados a neuroses e a peculiaridades no desenvolvimento “freudiano” da criança.
Apesar disso, há muita diversidade no que diz respeito a essa relação, existindo autores que propõem não uma junção, mas um suplemento das duas, por não desejarem uma “confusão” no sistema educacional. Outros, porém, como o próprio Freud,fazem questão de mostrar como essa relação pode ser benéfica para os dois lados sem, necessariamente, interferirem nos planos de cada um. Trata-se, portanto, de um assunto altamente paradigmático, com diferentes opiniões e avaliações.
Aqui assumo os riscos dessa comparação ao pesquisar sobre um tema polêmico, mas de grande interesse para educadores e psicanalistas.

A VISÃO DE FREUD SOBRE AEDUCAÇÃO

Em sua Conferência XXXIV, Sigmund Freud faz uma introdução sobre quais assuntos abarcam a psicanálise, chegando, enfim, às suas aplicações na educação e à criação da nova geração. Como podemos perceber no estudo da psicanálise, muitas vezes, no tratamento de um paciente adulto, somos obrigados a retornar à sua infância, estabelecendo os fatores determinantes de seus sintomas. Isso levouos psicanalistas a acreditar que as peculiaridades da infância são, de fato, determinantes ao bom (ou não) desenvolvimento mental do indivíduo. Os primeiros anos da vida possuem uma importância especial – marcam o primeiro surgimento da sexualidade, por exemplo – que, não sendo vivenciada corretamente, pode acarretar muitos prejuízos à vida adulta. Além disso, a infância tende a ser uma idadedifícil, pois, “num curto espaço de tempo, a criança tem de assimilar os resultados de uma evolução cultural que se estende por milhares de anos (...)” [1], e ela só pode efetuar essa modificação através do desenvolvimento; muitas coisas devem ser impostas a ela pela educação.[2] Através da educação, a criança deve aprender a controlar as suas pulsões, inibindo, proibindo e suprimindo comportamentosestranhos à cultura. Apesar dessa faceta quase tirana da educação – que pode, inclusive, levar a doenças neuróticas – seria impraticável conceder à criança total liberdade de pôr em prática todos os seus impulsos sem restrição. Isso tornaria a vida impossível para os pais, e as próprias crianças sofreriam graves prejuízos. Porém, como Freud propõe em O esclarecimento sexual das crianças (Vol. IX...
tracking img