La presencia del absurdo en la obra de kafka

Solo disponible en BuenasTareas
  • Páginas : 7 (1743 palabras )
  • Descarga(s) : 0
  • Publicado : 13 de mayo de 2011
Leer documento completo
Vista previa del texto
KAFKA E A LITERATURA DO SÉCULO XX
O escritor tcheco, Franz Kafka, mudou a literatura do século XX ao revelar o irônico e o grotesco da existência e colocar o absurdo além de qualquer limite.
Ele refletiu a realidade de uma maneira distinta, o realismo kafkiano não se reduz à reprodução da realidade, ele deforma essa realidade, provocando o estranhamento. Ao admirar uma obra de Picasso, FranzKafka disse “Ele apenas observa as deformidades que ainda não chegaram à nossa consciência.”, sugerindo que Picasso refletia não as formas, mas as deformidades. Walter Benjamin disse que em Kafka “as deformações são precisas” confirmando que o autor sabia bem o que fazia.
Quem já não passou por uma situação angustiante e teve a sensação de estar vivendo um pesadelo? É nesse clima onírico eperturbador que suas obras revelam a impotência do homem perante um sistema opressor composto pelo estado, a burocracia e os papeis sociais, que levam o indivíduo à angústia e o desespero de ser obrigado a aceitar uma sentença que não pode mudar.
Sua obra não pode ser identificada nas classificações usuais já que apresenta características do realismo, surrealismo, simbolismo, existencialismo, além depossibilitar as interpretações mais diversas que incluem as leituras teológicas, políticas e biográficas. O caráter universal e ao mesmo tempo único de suas obras faz com que estejam entre os clássicos da literatura ocidental.
No ensaio Kafka y sus precursores, Jorge Luis Borges mostra como um escritor genial é capaz de inventar seus ancestrais. Se um número tão grande de textos anteriores aKafka tem algo em comum com suas obras é porque ele registrou da maneira mais precisa e profunda um modo diferente de ver o mundo. “Yo premedité alguna vez un examen de los precursores de Kafka. A éste, al principio, lo pensé tan singular como el fénix de las alabanzas retóricas; a poco de frecuentarlo, creí reconocer su voz, o sus hábitos, en textos de diversas literaturas y de diversas épocas.”A obra de Kafka é tão importante que Heinz Politzer, um dos seus mais conhecidos comentaristas, escreveu: “ Depois da metamorfose de Gregor Samsa o mundo em que nos movemos tornou-se outro”.

1.1 O ESCRITOR À SOMBRA
Kafka não foi reconhecido pelo público em vida que o acusava de escrever coisas sem sentido, o leitor de sua época não se identificou com a história do homem transformado eminseto. Não percebeu que esta obra delatava um absurdo maior: a deshumanização, a perda do valor da vida humana num mundo em que milhões de pessoas perdiam a vida durante a Primeira Guerra Mundial.
Assim como suas personagens, Kafka carregou uma condenação nas costas, a culpa de ser judeu num mundo que caminhava para o surgimento do nazismo, de não ter conseguido construir uma família, de não obterreconhecimento como escritor, de não identificar-se com seu emprego burocrático na companhia de seguros, e principalmente, de não haver correspondido às expectativas do pai, figura autoritária e castradora que aparece presente em obras como O Veredicto, conto enigmático no qual um pai condena seu filho à morte por afogamento.
Outro texto não-ficcional que revela os conflitos com o pai é Carta aopai, um manuscrito de mais de 100 páginas, o desabafo de alguém que tenta se justificar diante do maior dos tribunais: o tribunal paterno. Nela escreveu: “Minha atividade de escritor tratava de ti (do pai), nela eu apenas me queixava daquilo que não podia me queixar junto ao teu peito”.
"...Kafka escreveu as obras mais significativas da moderna literatura; a verdade crua nelas presente faz comque pareçam naturalistas, mesmo quando falam em símbolos. Elas refletem a ironia e a visão profética de um homem condenado a ver o mundo com tão ofuscante clareza que o considerou insuportável, e partiu para a morte." Esta reflexão é da autoria Milena Jesenská, sua tradutora para o tcheco com quem teve um romance.
Sobre a influência do contexto histórico em sua obra o próprio Kafka disse:...
tracking img