Lalala

Solo disponible en BuenasTareas
  • Páginas : 5 (1215 palabras )
  • Descarga(s) : 0
  • Publicado : 27 de agosto de 2012
Leer documento completo
Vista previa del texto
Relatório sobre a palestra do Profº Luiz Gonzaga Belluzzo:

“A crise de 2008 e o Comércio Internacional”


Relatório sobre a palestra do Profº Luiz Gonzaga Belluzzo:
“A crise de 2008 e o Comércio Internacional”

O professor Luiz Gonzaga Belluzzo, em sua palestra no dia 20 de março de 2012, na FACAMP, discorreu as origens e alguns desdobramentos da crise financeira internacional de 2008.Primeiramente, o professor deixou clara a magnitude da crise, dizendo que em suas análises essa foi, se não a pior, uma das piores e mais importantes nos últimos 80 anos da humanidade, superada apenas pela Grande Depressão. Ele expôs, durante seu discurso, a forte diminuição do comércio internacional, após anos de um mercado neoliberal que intensificou uma internacionalização econômica, e serviucomo um aprofundador do quadro recessivo econômico.
Antes de começar o debate sobre a crise e o comércio internacional, vale lembrarmos o que Belluzzo nos mostrou como a gênese da crise. O professor ressaltou que a crise se instalou nos Estados Unidos da América (EUA), e logo tomou proporções mundiais. Ele mostrou como, ao longo dos últimos anos, pode-se observar uma gradativa queda na contacorrente americana, ou seja, no balanço de transações correntes, que incluem a balança comercial e de serviços, assim como as rendas e as transações unilaterais do país. Um dos fatores foram os investimentos pesados americanos na China, principalmente via Hong Kong, o que também serve para explicar uma conta de capital positiva dos EUA. Nesse mesmo cenário, Belluzzo explicou que esses investimentosestrangeiros na produção manufatureira chinesa, aos quais ascendeu vertiginosamente, fez com que o país asiático atingisse baixos custos de produção, além de aumentar sua exportação para o mercado americano. Em outras palavras, a conta corrente chinesa se comporta de forma inversa da dos EUA, crescendo gradativamente.
 O professor Belluzzo expôs outra situação do sistema financeiro americano echinês. As aplicações denominadas de Hedge Funds, aquelas que combinam a agressividade e os altos riscos para alcançarem os maiores retornos possíveis, usando, por exemplo, da alavancagem - a prática de tomar recursos no sistema bancário para aumentar a aposta numa operação financeira, buscando maximizar os ganhos - eram duas vezes maiores na China, do que no sistema bancário americano, possibilitandouma alavancagem de crédito chinês com bases mais sólidas, enquanto que nos USA essa alavancagem não tinha tanta segurança.
Outro fator de origem da crise exposto por Belluzzo foram os crescentes investimentos feitos pela União Europeia nos EUA, gerando o que ele chamou de uma "inundação" de capital no país norte americano. Isso fez com que o consumo e o endividamento do país fossem fortementeimpulsionados, o que por tempos gerou uma falsa ideia de riqueza, pois, por exemplo, os preços dos bens imobiliários aumentava mais do que o endividamento da população (através de financiamentos para comprar os imóveis).
Esses fatores geraram a chamada bolha imobiliária, que fez com que o EUA entrasse em recessão, pois com a queda dos preços dos imóveis, os cidadãos não tinham como pagar suasdividas e, muitas vezes, uma única casa estava hipotecada mais de uma vez. Com o inicio da crise americana e sua expansão, os salários, não só nos EUA, mas também na União Europeia, começam a cair e a taxa de desemprego nesses países começa a crescer.
Outro fator exposto pelo professor que impulsionou essa crise foram as margens de lucros das empresas, principalmente as das empresas financeiras. Essamargem aumentava à medida que a taxa de investimento no país aumentava, fazendo, assim sendo, com que essas empresas começassem a investir na China, impulsionando a saída de investimento dos EUA, fazendo com que o número de empregos passasse por uma estagnação e, depois de um tempo, até diminuísse.
Uma das medidas tomadas pelo governo norte-americano para tentar diminuir os efeitos da crise...
tracking img