Nefrologia

Solo disponible en BuenasTareas
  • Páginas : 19 (4667 palabras )
  • Descarga(s) : 0
  • Publicado : 4 de marzo de 2012
Leer documento completo
Vista previa del texto
Medicina, Ribeirão Preto, Simpósio: URGÊNCIAS E EMERGÊNCIAS NEFROLÓGICAS
36: 325-337, abr./dez. 2003 Capítulo II
326
Vieira Neto OM & Moysés Neto M
ralmente, até a concentração de 125 mEq/l, não há
sintomas. Eles são inespecíficos, e podem ocorrer em
inúmeras condições clínicas. Os sintomas que podem
ser vistos na hipo ou hipernatremia, são, primariamente,
neurológicos e relacionados àgravidade e, particularmente,
à rapidez na mudança da concentração plasmática
de sódio (horas). A queda na osmolalidade plasmática
cria um gradiente que favorece a entrada de
água para dentro das células, levando ao edema cerebral.
Vários sintomas e sinais podem estar relacionados
à hiponatremia.
Sintomas: letargia, apatia, desorientação,
cãimbras musculares, anorexia, náuseas e agitação.Sinais: sensório anormal, reflexos profundos
deprimidos, respiração de Cheyne Stokes, hipotermia,
reflexos patológicos, paralisia pseudobulbar e convulsões.
Classificação
Pseudo-hiponatremia: a causa de hiponatremia
é a elevada concentração de grandes moléculas
de lípides (triglicérides e colesterol) e as paraproteinemias
(mieloma múltiplo), que, ao deslocarem parte
da água extracelular,reduzem, significantemente, a
fração plasmática de sódio. A importância clínica da
pseudo-hiponatremia e o seu tratamento são os mesmos
da causa básica.
Hiponatremia hipertônica: é devida à presença,
no soro, de solutos osmoticamente ativos, como
manitol e glicose. É comum na cetoacidose diabética,
na desobstrução do trato urinário, quando há diurese
osmótica pela uréia, e em outrascondições clínicas. O
tratamento dessa condição é o mesmo da causa básica.
Hiponatremia hipotônica: na ausência de
pseudo-hiponatremia ou da presença de outros solutos
osmoticamente ativos, a hiponatremia evolui com hipotonicidade.
É importante a avaliação do volume extracelular,
pois, estando aumentado, normal ou diminuído,
poderemos ter hiponatremia com sódio corporal
total alto, normal ou baixo,respectivamente. Sendo
assim, usaremos a classificação que vem a seguir:
1) Expansão do volume extracelular: resulta da
diminuição da excreção renal de água, com conseqüente
expansão da água corporal total, maior do
que o sódio corporal total, e a diminuição do sódio
sérico. Freqüentemente, esses pacientes são edematosos,
o que ocorre nas seguintes situações clínicas:
insuficiênciacardíaca, cirrose hepática, síndrome
nefrótica e insuficiência renal. Em tais condições,
o tratamento da hiponatremia consiste na correção
do distúrbio subjacente e na restrição hídrica,
freqüentemente em associação com diuréticos.
2) Volume extracelular normal: a hiponatremia,
associada com euvolemia, inclui situações clínicas
que descreveremos a seguir
a) Hipotiroidismo: a ocorrência dehiponatremia em
hipotiroidismo, geralmente, sugere doença grave,
incluindo coma mixedematoso. O tratamento
consiste na reposição hormonal e na restrição
hídrica.
b) Deficiência de corticosteróide: as deficiências de
glicocorticóide e/ou mineralocorticóide podem levar
à hiponatremia, devido as suas ações no metabolismo
de sódio e da água. Deve-se pesquisálas,
quando a causa de hiponatremia não éevidente,
em pacientes euvolêmicos. O tratamento
consiste na reposição hormonal e restrição hídrica.
c) Estresse emocional, dor e drogas: dor aguda ou
estresse emocional grave, como na psicose, associada
com ingestão contínua, podem levar a
hiponatremia grave. Há drogas que estimulam a
liberação do HAD, provocando hiponatremia. O
tratamento consiste na correção da causa básica
ou suspensãoda droga, se ela for a causa,
associada à restrição hídrica. As drogas que estimulam
a liberação de hormônio antidiurético ou
que aumentam sua ação incluem: inibidores das
prostaglandinas, nicotina, clorpropamida, tolbutamida,
clofibrato, ciclofosfamida, morfina, barbitúricos,
vincristina, carbamazepina (tegretol),
acetaminoafen, fluoxetina e sertralina. Pacientes
acima de 65 anos...
tracking img