Ordenamento

Solo disponible en BuenasTareas
  • Páginas : 31 (7676 palabras )
  • Descarga(s) : 0
  • Publicado : 20 de diciembre de 2010
Leer documento completo
Vista previa del texto
Sobre a paisagem natural, caracterizada por determinado funcionamento ecológico, instalaram-se comunidades que aprenderam a utilizá-la assegurando (em princípio) a sua perenidade e desenvolvendo determinada cultura que nela deixaram inscrita, dando origem à paisagem cultural. Ecologia e Cultura são portanto as duas vertentes que constituem os primeiros pressupostos da forma da paisagem. A artede dar forma à paisagem exige uma interpretação integrada destes dois “mundos”, que se nos apresentam num mesmo sistema – a Paisagem Cultural.

Dada a complexidade da paisagem é necessário encontrar metodologias e indicadores privilegiados que nos permitam interpretá-la, com vista à proposta de intervenções sustentáveis. Entre as estruturas da Paisagem, a Estrutura Ecológica Metropolitanaconstitui a figura de planeamento indispensável à conservação da sustentabilidade ecológica da área metropolitana. Dela fazem parte os sub-sistemas que garantem a conservação dos recursos naturais (a água, o solo, o ar, a vegetação natural e semi-natural, a fauna, etc.).

MORFOLOGIA DA PAISAGEM

Este capítulo constitui uma contribuição para uma interpretação da área metropolitana de Lisboa, numaperspectiva pro-activa de intervenção, na qual o instrumento metodológico adoptado parte do conceito de paisagem complexa e se concretiza através da delimitação da Estrutura Ecológica Metropolitana que reúne sistemas identificados em vários capítulos deste Atlas.

IV

COMPLEXIDADE da paisagem metropolitana

Manuela RAPOSO MAGALHÃES
Arquitecta Paisagista Instituto Superior de Agronomia eInstituto Superior Técnico, Universidade Técnica de Lisboa

COM A COLABORAÇÃO DE:

Nuno CORTEZ 1
Engenheiro Agrónomo, Pedologista Instituto Superior de Agronomia, Universidade Técnica de Lisboa

José Manuel CONCEIÇÃO
Arquitecto Paisagista

Sofia RAICHANDE
Arquitecta Paisagista

A complexidade da paisagem aplica à paisagem o conceito de Complexidade definido por Edgar Morin 2 e significa aforma que resulta da inter-relação de várias estruturas e ocorrências integradas num sistema aberto. De facto, a paisagem não é isotrópica e nela se diferenciam situações muito diferentes que espelham a natureza dos seus componentes e o modo como os mesmos interagem entre si. A paisagem constitui então um reflexo dos processos ecológicos e culturais que lhe deram origem, sendo possívelidentificar, entre os elementos “visíveis”, os que correspondem à espacialização dos processos determinantes da sua formação. Em termos espaciais e funcionais, estes elementos surgem organizados em estruturas contínuas ou, mais raramente, descontínuas, que contribuem para um sistema, tanto mais complexo quanto mais diversificadas forem as estruturas e ocorrências que o compõem e quanto maiores forem adiversidade, a intensidade e a dinâmica das relações existentes dentro do sistema e entre este e o exterior. O conceito de Paisagem Complexa leva-nos a identificar as estruturas espaciais relevantes que suportam as inter-relações entre os principais sistemas que a compõem.

formal, mas também dos aspectos que, não sendo “visíveis” para um leigo em matéria dos processos de formação da paisagem, fazemparte do conhecimento de várias disciplinas que a estudam ou que nela intervêm. A título de exemplo, as colinas arredondadas, características das formações xistosas, ou as formas dunares, dão imediatamente indicações quanto à natureza da litologia, do comportamento do escoamento hídrico, da natureza da vegetação susceptível de se instalar e da sensibilidade dos ecossistemas presentes. As diferentessituações criadas pelo relevo, oferecendo, ora pontos dominantes com a abertura de largas vistas, ora zonas encaixadas entre vertentes, condicionam a acessibilidade e alteram as perspectivas. Por estes motivos, a morfologia do terreno é, em si mesmo, um mobilizador e simultaneamente um incontornável indicador do funcionamento ecológico da paisagem. A sua interpretação, enquanto indiciador...
tracking img