Rastreio cancro colo-rectal

Solo disponible en BuenasTareas
  • Páginas : 15 (3630 palabras )
  • Descarga(s) : 16
  • Publicado : 26 de julio de 2010
Leer documento completo
Vista previa del texto
RASTREIO DO CANCRO COLO-RECTAL: ANÁLISE DO PROGRAMA PILOTO

1

ABREVIATURAS

CACR – Comissão de Acompanhamento dos Centros de Rastreio CCR – Carcinoma Colo-Rectal PSOF – Pesquisa de Sangue Oculto nas Fezes RM – Ressonância Magnética SPED – Sociedade Portuguesa de Endoscopia Digestiva TAC – Tomografia Axial Computorizada

2

INDICE INTRODUÇÃO........................................................................................... 4 1- PROGRAMA PILOTO DE RASTREIO DO CANCRO DO CÓLON E RECTO .................................................................................................... 5 2 – RASTREIO DO CANCRO DO COLÓN E RECTO................................ 6 2.1 – Princípios do rastreio ................................................................... 6 2.2 – Asdiversas opções de rastreio no CCR ..................................... 7 2.3 – Considerações sobre o rastreio do CCR .................................... 8 3 – CONCLUSÃO..................................................................................... 11 BIBLIOGRAFIA ........................................................................................ 12

3

INTRODUÇÃO
O cancro é a segundacausa de morte mais frequente em Portugal, e de todos as neoplasias malignas o carcinoma colo-rectal é o que apresenta uma maior taxa de mortalidade. Apesar de todos os desenvolvimentos tecnológicos, não tem havido uma melhoria no prognóstico desta doença, apresentando uma sobrevivência média de 53% aos 5 anos (INE, 2008). Segundo RAWL (2000) cerca de 25% dos casos de cancro colo-rectal ocorremem pessoas com factores de risco conhecidos, tais como história familiar de cancro colo-rectal, história pessoal de cancro colo-rectal ou pólipos adenomatosos e doenças precipitantes como o síndrome do intestino irritável. Por este motivo é uma neoplasia passível de ser prevenida e detectada precocemente. Os rastreios assumem assim, uma grande importância uma vez que o cancro resulta de um longoprocesso evolutivo, permitindo diagnosticar precocemente o desenvolvimento deste tipo de patologia. De acordo com AZIZ e WU (2002) o objectivo principal num rastreio ao cancro é encontrar a lesão numa fase tão inicial quanto possível, optimizando a oportunidade de o individuo se curar, ou antecipar a descoberta do cancro numa fase precoce e impedir a disseminação da doença. É meu objectivo aoreflectir criticamente sobre o artigo de Venâncio Mendes e Anabela Pinto “Programa Piloto de Rastreio do Cancro do Cólon e Recto – Resultados da Segunda Auditoria” aprofundar os meus conhecimentos sobre o rastreio do cólon e recto, esclarecer a sua importância para a redução da mortalidade deste tipo de cancro especifico, identificar os esforços que estão a ser desenvolvidos para a sua implementação,assim como enfatizar o papel do enfermeiro e da enfermagem na sua realização e sucesso. O presente trabalho divide-se em duas partes fundamentais na primeira são apresentados os conceitos-chave do artigo em estudo, na segunda parte procura-se fazer uma reflexão e aprofundamento teórico sobre esses mesmos conceitos.

4

1- PROGRAMA PILOTO DE RASTREIO DO CANCRO DO CÓLON E RECTO
No artigo“Programa Piloto de Rastreio do Cancro do Cólon e Recto – Resultados da Segunda Auditoria” Venâncio Mendes e Anabela Pinto reforçam a ideia que o carcinoma do cólon e recto é dos que mais mortes causa em Portugal, sendo por isso necessário um esforço conjunto de várias entidades no sentido que conseguir controlar este problema de saúde pública. Este artigo procura fazer uma análise retrospectiva de doisanos de implementação de um programa piloto de rastreio do cancro colo-rectal, que na perspectiva da Sociedade Portuguesa de Endoscopia Digestiva (SPED) deveria ser realizado através da colonoscopia esquerda, ao invés da Pesquisa de Sangue Oculto nas Fezes (PSOF), como defendem as instituições governamentais. Este programa piloto de rastreio actualmente está a decorrer em oito centros a nível...
tracking img