Sociedad

Solo disponible en BuenasTareas
  • Páginas : 32 (7836 palabras )
  • Descarga(s) : 4
  • Publicado : 5 de mayo de 2010
Leer documento completo
Vista previa del texto
cadernos

IHU

idéias

O desenvolvimento econômico na visão de Joseph Schumpeter
Achyles Barcelos da Costa
ano 4 - nº 47 - 2006 - 1679-0316

UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS – UNISINOS Reitor Marcelo Fernandes de Aquino, SJ Vice-reitor Aloysio Bohnen, SJ Instituto Humanitas Unisinos Diretor Inácio Neutzling, SJ Diretora adjunta Hiliana Reis Gerente administrativo Jacinto AloisioSchneider Cadernos IHU Idéias Ano 4 – Nº 47 – 2006
ISSN: 1679-0316

Editor Prof. Dr. Inácio Neutzling – Unisinos Conselho editorial Profa. Dra. Cleusa Maria Andreatta – Unisinos Prof. MS Dárnis Corbellini – Unisinos Prof. MS Gilberto Antônio Faggion – Unisinos Prof. MS Laurício Neumann – Unisinos MS Rosa Maria Serra Bavaresco – Unisinos Esp. Susana Rocca – Unisinos Profa. MS Vera Regina Schmitz– Unisinos Conselho científico Prof. Dr. Adriano Naves de Brito – Unisinos – Doutor em Filosofia Profa. MS Angélica Massuquetti – Unisinos – Mestre em Economia Rural Prof. Dr. Antônio Flávio Pierucci – USP – Livre-docente em Sociologia Profa. Dra. Berenice Corsetti – Unisinos – Doutora em Educação Prof. Dr. Fernando Jacques Althoff – Unisinos – Doutor em Física e Química da Terra Prof. Dr. GentilCorazza – UFRGS – Doutor em Economia Profa. Dra. Hiliana Reis – Unisinos – Doutora em Comunicação Profa. Dra. Stela Nazareth Meneghel – Unisinos – Doutora em Medicina Profa. Dra. Suzana Kilpp – Unisinos – Doutora em Comunicação Responsável técnica Rosa Maria Serra Bavaresco Revisão Mardilê Friedrich Fabre Secretaria Caren Joana Sbabo Editoração eletrônica Rafael Tarcísio Forneck Impressão ImpressosPortão Universidade do Vale do Rio dos Sinos Instituto Humanitas Unisinos Av. Unisinos, 950, 93022-000 São Leopoldo RS Brasil Tel.: 51.35908223 – Fax: 51.35908467 www.unisinos.br/ihu

O DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO NA VISÃO DE JOSEPH SCHUMPETER
Achyles Barcelos da Costa

Introdução As transformações experimentadas pela economia mundial desde a década de 1970 renovaram o interesse por um doseconomistas mais brilhantes da profissão: Joseph Alois Schumpeter. A atenção que lhe passou a ser dispensada se deve a que no centro das mudanças então observadas se encontrar um conjunto de inovações1 que têm, desde então, alterado a paisagem industrial e o modo como o homem reproduz sua vida material. Schumpeter é considerado, par excellence, um estudioso do papel da tecnologia na sociedade, aofazer dessa variável o motor do desenvolvimento econômico. Seguindo a trilha de outros grandes economistas – Adam Smith (1723-1790), David Ricardo (1772-1823), Karl Marx (1818-1883), para citar alguns deles –, Schumpeter procurou compreender os movimentos gerais da economia e o destino de um modo particular de produzir em sociedade: o capitalismo. Mas, ao contrário dos economistas clássicos,Schumpeter não considerava o crescimento da população, o aumento da produção e o acúmulo de recursos como os fatores determinantes do desenvolvimento econômico. Nesse assunto, estava mais próximo de Marx (Tigre, 2005) pelo papel relevante que atribuiu ao progresso técnico na dinâmica capitalista. Joseph Alois Schumpeter nasceu em Triesch, uma então província austríaca da Morávia, em 8 de fevereiro de1883, e faleceu em Connecticut, nos Estados Unidos, em 8 de janeiro de 1950. Toda a sua vida escolar transcorreu na Áustria, da alfabetização ao seu doutorado obtido na Faculdade de Direito2 da Universidade de Viena em 1906, aos 23 anos de idade. Foi aluno de professores renomados, como Eugen von Böhm-Bawerk (1815-1914) e Friedrich von Wieser (1851-1926), colega de curso de Ludwig von Mises(1881-1973), tendo também participa1 2
Inovações associadas aos desenvolvimentos ocorridos nas áreas da microeletrônica, da biotecnologia e de materiais, que apresentam caráter revolucionário, constituindo-se no que se considera ser a III Revolução Industrial. Naquele tempo, a disciplina de Economia era lecionada no curso de Direito.

2

Achyles Barcelos da Costa

do, segundo Haberler (1950), de...
tracking img