Socioeconimia

Solo disponible en BuenasTareas
  • Páginas : 27 (6512 palabras )
  • Descarga(s) : 0
  • Publicado : 8 de febrero de 2012
Leer documento completo
Vista previa del texto
TRANSFORMAÇÃO SOCIAL, EDUCAÇÃO EMANCIPATÓRIA E ESCOLA PÚBLICA Rubens Luiz Rodrigues – UFJF rubenslrodrigues@ibest.com.br Resumo: Frente às contradições da sociedade capitalista, a escola permanece pressionada por questões relativas à igualdade substantiva. Essas pressões sugerem que a democratização da gestão escolar vincula-se à apropriação do conhecimento historicamente negado à classetrabalhadora. Superar os mecanismos presentes que promovem a subordinação constitui-se em ação central para um processo de gestão democrática que se paute na valorização do trabalho como estratégia de emancipação e de criação humana. É nessa condição que a escola pública pode contribuir para um projeto de transformação social. Palavras-chave: transformação; educação; escola Introdução

A escola públicabrasileira chegou ao século XXI enfrentando reivindicações por reconhecimento das diferenças que mobilizam grupos por questões de etnicidade, de regionalidade, de sexualidade, dentre outras. Essas formas de mobilização revelam que os processos de reconhecimento cultural combinam-se com os movimentos por redistribuição socioeconômica. Essa combinação se apresenta também na escola pública, onde odesrespeito, a indiferença e as opressões sofridas por negros, índios, mulheres se articulam com a negligência em relação ao aprimoramento de recursos materiais, humanos e financeiros adequados para a democratização e elevação da qualidade do ensino. O argumento aqui desenvolvido busca reforçar a idéia de que classe adquire, no contexto das relações específicas da sociedade capitalista, um sentidoinerentemente articulado à igualdade substantiva, que, por sua vez, constitui-se como um princípio para a construção da pluralidade cultural. Cabe salientar, no entanto, que a compreensão do sentido específico que o conceito de classe revela na sociedade capitalista não poderia se desenvolver como uma oposição às particularidades da identidade e diferença. O que se pretende delinear é o conceito declasse na superação dos processos homogeneizantes do capital e na potencialização do trabalho como referência para a construção da pluralidade cultural. O desenvolvimento global do capitalismo demonstra que ressaltar as condições de classe e a centralidade da igualdade substantiva implicam uma articulação com as reivindicações por reconhecimento cultural apresentadas por distintos sujeitoscoletivos e individuais. Esse desafio envolve, decerto, a escola pública brasileira. Historicamente, sua

construção está vinculada a questões relativas à igualdade substantiva e às lutas da classe trabalhadora frente ao desenvolvimento do capitalismo periférico brasileiro. Refletir sobre as potencialidades e limitações da escola pública se mostra um exercício cada vez mais revelador das complexas etensas relações entre igualdade substantiva e reconhecimento cultural de identidades e diferenças. É frente a essas revelações que a escola pode contribuir para potencializar a pluralidade cultural num contexto de luta contrahegemônica dos trabalhadores. Esse texto está organizado em três partes. A primeira parte denominada “Igualdade substantiva e escola pública” recupera o conceito de igualdade nãocomo o estabelecimento legal de normas entre os cidadãos, mas como necessária superação das condições materiais e culturais que mantém a desigualdade no interior da sociedade de classes. Nesse sentido, destaca o lugar da escola frente a processos de transformação social. A segunda parte intitulase “Escola pública, classe social e reconhecimento cultural das identidades e das diferenças”,destacando as tensões existentes entre as questões referentes à redistribuição socioeconômica e o reconhecimento sociocultural presentes na escola pública, definido os termos de. A terceira parte denomina-se “Educação escolar para a transformação social e pedagogia para a construção da alteridade”, definindo uma pedagogia da alteridade como elemento central numa proposta educacional voltada para a...
tracking img