Staphylococcus aureus oxacilina resistente (mrsa): incidência de cepas adquiridas na comunidade e importancia da pesquisa e descolonizaçao em hospital

Solo disponible en BuenasTareas
  • Páginas : 14 (3346 palabras )
  • Descarga(s) : 4
  • Publicado : 2 de junio de 2010
Leer documento completo
Vista previa del texto
Staphylococcus aureus oxacilina resistente (MRSA): incidência de cepas adquiridas na comunidade (CA-MRSA) e importância da pesquisa e descolonização em hospital*
Resistent oxacilin Staphylococcus aureus (MRSA): incidence of cepas acquired in the community (CA-MRSA) and importance of research and descolonization in hospital
Fabíola Rossi Menegotto & Simone Ulrich Picoli RESUMO - Staphylococcusaureus resistente à oxacilina (MRSA) é um dos maiores problemas clínicos e epidemiológicos em infecções nosocomiais. Porém, as infecções por MRSA não se limitam ao ambiente hospitalar, pois S. aureus resistente à oxacilina, comunidade adquirido, (CA-MRSA) está emergindo e pode atingir pessoas sem fatores de risco, como hospitalizações prévias. Para estimar a extensão de CA-MRSA determinou-se aprevalência da colonização nasal por S. aureus em 100 amostras obtidas de uma população sem fatores de risco. As amostras foram semeadas em Agar Sangue e identificadas com provas compatíveis. Nos isolados de S. aureus aplicou-se o teste de sensibilidade aos antimicrobianos por disco-difusão (Kirby-Bauer). Encontrou-se uma freqüência de 40% dessa bactéria, sendo 7,5% CA-MRSA. Quanto ao perfil desensibilidade, S. aureus apresentou tendência à resistência aos β−lactâmicos e macrolídeos e sensibilidade diminuída à tetraciclina, licosaminas, aminoglicosídeos e cloranfenicol, sendo totalmente sensível aos glicopeptídeos. Os isolados de CA-MRSA apresentaram resistência apenas aos β-lactâmicos e macrolídeos. A prevalência da colonização por MRSA em pessoas saudáveis na comunidade potencializa anecessidade de uma maior vigilância do controle de infecção hospitalar, já que esta população que carreia CA-MRSA pode tornar-se reservatório bacteriano no ambiente hospitalar. PALAVRAS-CHAVE - Staphylococcus aureus resistente a oxacilina (MRSA); Staphylococcus aureus resistente a oxacilina comunidade adquirido (CA-MRSA).

SUMMARY - Resistant oxacilina Staphylococcus aureus (MRSA) is one of thebiggest clinical and epidemiologic problems in nosocomial infections. However, the infections by MRSA are not limited to hospital environment; because community acquired resistant oxacilin S. aureus (CA-MRSA) is emerging and can reach people without risk factors, as previous hospitalizations. To estimate the extension of CA-MRSA prevalence nasal settling for S. aureus was determined in 100 samples of apopulation without risk factors. The samples were sown in Agar Blood and identified with compatible tests. In isolated of S. aureus the test of sensitivity to antimicrobials for record-diffusion was applied (Kirby-Bauer). A frequency of 40% of these bacteria, being 7.5% CA-MRSA was found. As the sensitivity profile, S. aureus presented trend to resistance to ‚-lactamics and Macrolides andsensitivity diminished to tetracycline, lycosamines, aminoglicosides and chloramphenicol, being total sensible to the glycopeptides. The isolated of CA-MRSA presented resistance only to the ‚-lactamics and macrolides. The prevalence of the settling for MRSA in healthful people in the community increases the need of a bigger control of hospital infection, once this population that carries CA-MRSA maybecome bacterial reservoir in hospital environment. KEYWORDS - Resistant Oxacilin Staphylococcus aureus (MRSA); Community Acquired Resistant Oxacilin Staphylococcus aureus (CA-MRSA).

INTRODUÇÃO

U

m agente etiológico importante associado à infecções adquiridas, tanto na comunidade como em hospitais, e que se tornou um paradigma das infecções bacterianas é o Staphylococcus aureus. Consideradoum dos principais patógenos humanos, destaca-se por sua freqüência elevada e sua patogenicidade que o capacita a produzir doenças tanto em indivíduos imunocomprometidos quanto em hígidos e por sua fácil disseminação intra-hospitalar associada à resistência aos antibióticos 13. No indivíduo sadio, S. aureus é usualmente um comensal das fossas nasais, pele e até do intestino. Por isso, as infecções...
tracking img