Teologia da prosperiudade

Solo disponible en BuenasTareas
  • Páginas : 5 (1098 palabras )
  • Descarga(s) : 0
  • Publicado : 29 de diciembre de 2011
Leer documento completo
Vista previa del texto
Teologia Latino Americana - José Miguel Mendoza Aguilera - UNIGRAN

Aula 07

TEOLOGIA DA

PROSPERIDADE

Nesta aula apresentaremos uma linha teológica que tem marcado as últimas décadas

do movimento evangélico: A Teologia daProsperidade. Embora não seja desenvolvida no

“pensamento latino-americano” esta teologia tem promovido

o crescimento numérico de algumas denominações.

Muito divulgada por meio da mídia, a teologia

da prosperidade tem alcançado popularidade dentro das

igrejas de cunho neopetencostal. O seu avanço no Brasil

e na América Latina tem chamado a atenção de diversosestudiosos da Sociologia da Religião.

A promessa de grandes realizações financeiras e

conquistas de bens de consumo têm atraído não somente as

classesnecessitadas,mastambémaquelasqueaparentemente

vivem com suas necessidades supridas. A mensagem de

prosperidade financeira, de bens, do sucesso, tem cativado

multidões que lotam pequenos ougrandes templos.

67

Teologia Latino Americana - José Miguel Mendoza Aguilera - UNIGRAN

A Teologia da Prosperidade não reflete as circunstâncias sócio-históricas para criar

comunidades que transformem a sociedade. A TP é um discurso de “espera”; discurso “do

podeacontecer” e de “compra e venda”. Mas devido a sua popularidade e repercussão no

mundo eclesial, tornam-se necessárias algumas informações básicas e centrais levando-nos a

uma maior compreensão de nossa prática teológica.

1. RETROSPECTIVA HISTÓRICA DA TEOLOGIA PROSPERIDADE1

O evangelho da prosperidade é algo novo na história da igreja. Seu aparecimento,

contudo, desenvolveu-segradativamente e tem sua origem ligada a pessoas, épocas e lugares

diversos. Estaremos aqui, lançando um fundamento histórico, que nos conduzirá a um melhor

entendimento da sua expansão no Brasil.

Mediante pesquisas realizadas nos Estados Unidos, duas raízes históricas e filosóficas

foram identificadas: o pentecostalismo e as várias seitas metafísicas do início do século XX

quefloresceram na área de Boston. Dessas duas fontes, o pentecostalismo forneceu a base

ou o grupo no qual a teologia encontrou a maior parte de seus adeptos, possivelmente pelo

fato destes aceitarem os dons de profecia e os profetas dos dias atuais que afirmam exercer

estes dons. Com essa abertura para visões, revelações e orientações contínuas extra-Bíblia

cria-se um espaço que auxilia nocrescimento desta teologia. Embora as igrejas pentecostais e

carismáticas a acolhessem numa proporção maior, foram as seitas metafísicas que forneceram

os ensinos e a base que deram forma ao evangelho da prosperidade. Dessa forma, podemos

dizer, resumidamente, que os adeptos do movimento pentecostal foram o solo fértil para

frutificar essa teologia, porém as seitas metafísicas ofereceramo referencial teórico para o

seu alicerce teológico.

2. A RELAÇÃO COM O PENTECOSTALISMO

No final do século XIX, vários pregadores na América do Norte começaram a

afirmar que todos os cristãos tinham o direito à saúde como parte da expiação. Entre os tais

destacaram-se A. J. Gordon, fundador de uma respeitada instituição de ensino teológico, e A.

B. Simpson, fundador daAliança Cristã e Missionária. Ambos escreveram livros sobre cura

até hoje muito utilizados.

Muito embora os ensinos de prosperidade não tivessem origem dentro do

pentecostalismo, a tendência das denominações pentecostais de aceitarem afirmações

de autoridade profética “extra-bíblicas” criou um espaço teológico no qual a doutrina

da prosperidade pôde firmar-se e crescer. A...
tracking img