Titulo

Solo disponible en BuenasTareas
  • Páginas : 5 (1036 palabras )
  • Descarga(s) : 16
  • Publicado : 1 de julio de 2010
Leer documento completo
Vista previa del texto
www.seminariosimonton.com

1

Seminário Teológico Presbiteriano Rev. Ashbel Green Simonton Departamento de Teologia Exegética Disciplina: Exegese do Pentateuco – 2008.1 – Curso diurno Professor: Rev. Paulo Severino da Silva Filho EMENTA Apresentação dos pontos principais da história da pesquisa sobre o Pentateuco, seguida da análise de capítulos selecionados desse corpus literário, a partirdo chamado método histórico-crítico. OBJETIVO GERAL Situar o aluno no contexto das várias hipóteses sobre o processo de composição e o sentido do Pentateuco. OBJETIVOS ESPECÍFICOS Mostrar a importância do estudo científico das Sagradas Escrituras, para uma melhor compreensão de sua teologia; exercitar o método exegético; despertar interesse por maior aprofundamento nesta matéria, em particular, eno estudo do Antigo Testamento, em geral. PROGRAMA Unidade 1: Estrutura e visão geral da história da interpretação do Pentateuco Unidade 2: Exegese de Gênesis 1-3; Decálogo (Ex 20.1-17; Dt 5.1-21); Código da Aliança (Ex 20.22-23.33) DIAS DE AULAS (quintas-feiras): Janeiro: 31 Fevereiro: 7, 14, 21, 28 Março: 6, 13, 20, 27 Abril: 3, 10, 17, 24 Maio: 8, 15, 29 Junho: 5, 12, 19, 26 Julho: 3 (notas)ROTEIRO PREVISTO PARA AS AULAS: Apresentação do programa e da bibliografia – 1ª. aula Estrutura geral do Pentateuco – 2ª. aula Estrutura dos livros que compõem o Pentateuco – 3ª. e 4ª. aulas Surgimento do Pentateuco – 5ª., 6ª. e 7ª. aulas Modelo de Münster – 8ª. aula 1ª. Prova – 9ª. aula Exegese de Gênesis 1.1-2.4a – 10ª., 11ª., 12ª. e 13ª. aulas Exegese de Gênesis 2.4b-3.24 – 14ª., 15ª. e 16ª.aulas O Decálogo – 17ª. e 18ª. aulas O Código da Aliança – 19ª. aula 2ª. Prova – 20ª. aula AVALIAÇÃO 1) 1a. nota – Prova sobre a Unidade 1 – 27/03 2) 2a. nota – Testes de verificação de leitura de capítulos da obra de J. L. SKA, Introdução à Leitura do Pentateuco (ver Bibliografia abaixo), a partir de 03/04 3) 3a. nota – Prova sobre a Unidade 2 – 26/06 BIBLIOGRAFIA SELECIONADA (em línguaportuguesa) AGOSTINHO, Santo. Comentário ao Gênesis. Trad. Agustinho Belmonte. São Paulo: Paulus, 2005. (Coleção Patrística 21)

Seminário Teológico Presbiteriano Reverendo Ashbel Green Simonton

www.seminariosimonton.com
ALONSO SCHÖKEL, Luis & Guillermo GUTIÉRREZ. A Missão de Moisés: meditações bíblicas. Benôni Lemos. São Paulo: Paulinas, 1992. ALTER, Robert. A arte da narrativa bíblica. Trad. VeraPereira. São Paulo: Companhia das Letras, 2007. BONORA, Antonio. A Fraternidade que Salva: Gênesis 37-50. Trad. Pietro Leoni. São Paulo: Paulinas, 1987. BRENNER, Athalya (org.). De Êxodo a Deuteronômio a partir de uma leitura de gênero. Trad. São Paulo: Paulinas, . BRENNER, Athalya (org.). Gênesis a partir de uma leitura de gênero. Trad. Fátima Regina Durães Marques. São Paulo: Paulinas, 2000.BRIEND, Jacques. Uma leitura do Pentateuco. Trad. Benôni Lemos. São Paulo: Paulinas, 19853. BRUEGGEMANN, Walter e WOLFF, Hans Walter. O dinamismo das tradições do Antigo Testamento. Trad. Getúlio Bertelli. São Paulo: Paulinas, 1984. BUIS, Pierre. O livro dos Números. Trad. José Maria da Costa Villar. São Paulo: Paulus, 1994. CARRIÈRE, Jean-Marie. O livro do Deuteronômio. Trad. . São Paulo: Loyola,2005. CIMOSA, Mario. Gênesis 1-11: a humanidade na sua origem. Trad. João Aníbal Garcia Soares Ferreira. São Paulo: Paulinas, 1987. CIMOSA, Mario. Levítico e Números. Trad. Luiz João Gaio. São Paulo: Paulinas, 1984. COLLIN, Matthieu. Abraão. Trad. Isabel F. L. Ferreira. São Paulo: Paulinas, 1988. CROATTO, José Severino. Êxodo: Uma Hermenêutica da Liberdade. Trad. J. Américo de Assis Coutinho.São Paulo: Paulinas, 1981. CRÜSEMANN, Frank. Preservação da Liberdade: O Decálogo numa Perspectiva Histórico-Social. Trad. Haroldo Reimer. São Leopoldo, RS: Sinodal; Centro de Estudos Bíblicos, 1995. CRÜSEMANN, Frank. A Torá. Teologia e história social da lei do Antigo Testamento. Trad. Haroldo Reimer. Petrópolis: Vozes, 2002. FANULI, Antonio. “As ‘tradições’ nos livros históricos do AT. Novas...
tracking img