A densidade da iris

Solo disponible en BuenasTareas
  • Páginas : 4 (753 palabras )
  • Descarga(s) : 0
  • Publicado : 24 de febrero de 2012
Leer documento completo
Vista previa del texto
A DENSIDADE DA IRIS


Um dos primeiros sinais que temos de procurar ao observar a Íris é a sua densidade. A densidade é a expressão do estado da textura do tecido que forma a Íris.Essencialmente, uma densidade menos boa está constituída por fibras conjuntivas menos compactas, onde se observam grandes espaços na sua continuidade e rarefacção do próprio tecido. Numa interpretação a nívelgeral, podemos fazer uma avaliação do estado constitucional geral do organismo.

“Deste modo, ainda que a cor da Íris seja indicativa das tendências hereditárias sobre a pureza ou impureza doshumores corporais, a densidade representa a medida daquilo que podemos denominar como tónus, vitalidade, resistência ou poder de recuperação da enfermidade” (Henry Lindlahr).

Uma Íris de finacontextura, sem irregularidades no tecido, corresponde a uma constituição forte, com bons sistemas de recuperação. Em pessoas de idade avançada observam-se um número maior destas Íris, o que representa umaconstituição mais forte e, por outro lado, mais anos de vida. No extremo oposto falamos de Íris muito erosadas, de tecido descontínuo, com espaços abertos. Nestes casos não se pode “condenar à morte”o paciente, dizendo-lhe que sofre disto ou daquilo, numa lista interminável. De facto, as Íris com sinais abundantes são as mais difíceis de interpretar, porque em muitas ocasiões apresentam-se emindivíduos “normais”, sem grandes problemas de saúde.

Temos de ter em conta que, ao avaliarmos a densidade, estamos a valorizar o estado de compatibilidade da estrutura da Íris. Uma Íris muitodébil não corresponde necessariamente a uma muito má constituição, já que pode tratar-se apenas de uma debilidade do tecido conjuntivo que é, afinal, aquilo que estamos a observar.

A densidade da Írisé determinada geneticamente e é um sinal que pode ser observado desde a infância. Este facto pode ser comprovado quando se fazem estudos familiares (pais, avós, irmãos, etc.) e por isso é erróneo...
tracking img