O negro na história do brasil

Solo disponible en BuenasTareas
  • Páginas : 5 (1013 palabras )
  • Descarga(s) : 0
  • Publicado : 25 de agosto de 2012
Leer documento completo
Vista previa del texto
O NEGRO NA HISTÓRIA DO BRASIL

Por Kabengele Munanga

Com a abolição o processo de luta e resistência negra ganhou outros contornos. Durante um bom tempo o Brasil ainda viveu o ranço escravagista e a relação entre os antigos senhores e ex-escravizados continuou pautada pelas relações que se estabeleciam no regime de escravidão. A nova situação dos negros, de escravizados para libertos,não foi aceita imediatamente pela sociedade brasileira.

O fato de serem libertados por força da lei não garantia aos negros os mesmos direitos de fato e todas as oportunidades dadas aos brancos em nosso país, sobretudo, às camadas mais ricas da população. Por isso, além da libertação oficial, instituída na lei, os negros brasileiros tiveram que implementar um longo e árduo processo deconstrução de igualdade e de acesso aos diversos setores sociais.

Mesmo com a proclamação da república os negros continuaram a viver em completa e violenta desigualdade. Mas a população negra nunca aceitou passivamente essa situação. Na luta pela construção de cidadania muito sangue foi derramado. Quatro destas histórias de resistência e luta marcaram momentos importantes da história doBrasil.

• Revolta da Chibata – movimento ocorrido no inicio do século XX quando dois mil marujos se apoderaram de navios de guerra para exigir o fim de castigos corporais na marinha do Brasil. João Cândido, o Almirante Negro, liderou o movimento.




• Frente Negra Brasileira – uma importante entidade do movimento negro fundada em 1931. Resolveu transformarem em partido políticoem 1936. As proposta fundamentava-se em uma filosofia educacional, acreditando que o negro venceria à medida que conseguisse firmar-se nos diversos níveis da ciência, das artes e da literatura.Contribui para o combate à discriminação racial e incentivou a conquista de posições dentro da sociedade e a aquisição de bens. Com o golpe do Estado Novo de Getúlio Vargas em 1937 a Frente NegraBrasileira é fechada junto a outros partidos da época.







• Teatro Experimental do Negro – Em 1944 Abdias do Nascimento funda o TEN e o jornal Quilombo. O TEN não era só um grupo de atores e atrizes negros que queriam representar, mas uma frente de luta, m pólo de cultura que tinha como objetivo a libertação cultural do povo negro. Ele montava espetáculos a partir do olhar do próprionegro e da herança africana à cultura produzida pelo negro brasileiro. Também promovia cursos de alfabetização e organizavam conferências e congressos para discussão de políticas públicas. Solano Trindade foi um dos fundadores do TEN. Ele é o maior poeta negro que o Brasil conheceu.




• Movimento das Mulheres Negras -Enquanto sujeito social importante na construção da história do nossopaís, as mulheres negras vêm construindo uma trajetória de muita luta, perseverança e sabedoria.




Com a instauração da ditadura militar a população negra sofria todas as atrocidades e os grupos negros de protesto também foram reprimidos. A partir dos anos 70, do século XX, a luta contra o racismo toma novo fôlego assim como a luta dos movimentos sociais de um modo geral,organizando-se contra a ditadura e pela restauração da democracia. Os negros começam a denunciar que a exploração socioeconômica atingiam de maneira diferente negros e brancos e manifestações são feitas como protesto a torturas e discriminação racial sofrida por jovens trabalhadores. Nasce nesse período o MNU (Movimento Negro Unificado). Foi o MNU quem propôs o dia 20 de novembro como Dia Nacional daConsciência Negra.

Podemos dizer, então, que desde 2004 a sociedade brasileira vive um momento ímpar na construçã ode políticas públicas universais e específicas que respeitem as diferenças e garantam oportunidades iguais para todos. Ainda há muito que lutar e que se construir, mas os primeiros passos já foram dados.

FONTE: O negro no Brasil de hoje, Global, 2006...
tracking img