Adélia prado- subjetividade.

Páginas: 7 (1579 palabras) Publicado: 10 de noviembre de 2009
ADÉLIA PRADO; ISTO E AQUILO[1]

Mirian Carla Barbosa[2]

RESUMO: A obra de Adélia Prado apresenta por meio da mediação a diversidade nas representações acerca da imagem feminina, ao destacar dois pólos antagônicos.Em seu livro inaugural, Bagagem, ao rejeitar os extremismos, a voz lírica rompe com os estereótipos feminina tradicionais, de santa ou demoníaca, e assume uma nova posição, a damulher contemporânea que é a um só tempo dona de casa e dona do seu nariz.

PALAVRAS-CHAVE:Adélia Prado; feminino; contemporaneidade.

RESUMEN: La obra de Adélia Prado nos presenta por médio de lá mediación lá diversidad de representaciones a cerca de lá imagen feminina, destacando dos pólos antagónicos. Em su libro inaugural, Bagagem, rechazando los extremos, la voz lírica rompe com losestereótipos femininos tradicionales, de sancta o de demoníaca, assume uma nueva posiciona, a de lá mujer contemporánea que es a la vez dona de casa e dona de su nariz.

PALABRAS-CLAVE: Adélia Prado; feminino; contemporaneidad.

INTRODUÇÃO

Buscamos neste trabalho apresentar o que consideramos ser a marca caracterizadora da obra de Adélia Prado, as representações da subjetividade damulher contemporânea, pois nos versos dessa poeta mineira encontramos uma coexistência dos papéis socialmente atribuídos às mulheres que são tradicionalmente considerados como excludentes. Se tradicionalmente a mulher é ora comparada a Maria, ser perfeito e dotado de qualidades que nada mais são do que idealizações, e ora comparada a Eva, ser demoníaco e voluptuoso, na poesia de Adélia a mulherrecebe uma caracterização mais complexa e cremos mais condizente com a realidade.
Detemo-nos, especificamente, em Bagagem, livro de estréia da autora, publicado em 1976. E procuramos evidenciar que conceituamos o feminino e o masculino como construções culturais, e não como dados naturais. Em outras palavras, concordamos com o fato de que ninguém nasce homem ou mulher, mas se torna,aprende a sê-lo numa sociedade que traz, para cada indivíduo, modelos de masculinidade e feminilidade. Não negamos, porém a existência de uma pisque feminina tal qual conceituada pela psicanálise.

ADÉLIA PRADO: ISTO E AQUILO

Adélia Prado, é poeta mineira nascida e ainda reside Divinópolis, formada em filosofia, magistério, mãe, assumidamente dona de casa e catequista. Seu livro inauguralfoi Bagagem, publicado em 1976, é composto por poemas voltados para a subjetividade feminina, alguns, inclusive possuem voz poética notadamente feminina. Em 1978 recebe o Premio Jabuti com o seu livro Coração disparado. No ano seguinte estréia em prosa com Solte os cachorros e Cacos para vitral. Em 1981 lança Terra de Santa Cruz e em 1984 Os componentes da Banda, O pelicano e A faca nopeito. Já na década de 1990, mas precisamente em 1991 é publicado Poesia Reunida. Em 1994, após um tempo de silencio poético, ressurge com o livro O homem da mão seca e em 1999 são lançados Manuscritos de Felipa, Oráculos e sua Prosa Reunida. Em 2000 grava um cd no qual ela própria lê seus poemas, CD intitulado O tom de Adélia. Já em 2001, lança Filandras com 43 crônicas.
Adélia e sua obra sãoinscritas no pós-modernismo literário, ao lado de nomes como Hilda Hilst, Ivan Junqueira, conforme aponta Alfredo Bosi (1994,p.485-6). Ainda segundo Bosi, a obra adeliana situa-se na fronteira entre tradição e inovação, caracteriza-se pela pluralidade na unidade, é intertextual, sua obra dialoga com grandes da literatura brasileira como Carlos Drummond, Manuel Bandeira, Castro Alves e GuimarãesRosa, e da literatura portuguesa como Fernando Pessoa, faz referencia direta a textos bíblicos e não obstante, apresenta traços eróticos, contudo não é aí que reside seu diferencial, pois é sabido que outras poetas por meio do erótico subverteram, a poeta mineira diferencia-se justamente por subverter e submeter-se, ao mesmo tempo.

DIALOGOS

Em seu poema “Com licença...
Leer documento completo

Regístrate para leer el documento completo.

Estos documentos también te pueden resultar útiles

  • Prada
  • El prado
  • Prados
  • prado
  • prada
  • prad
  • Prado
  • Prada

Conviértase en miembro formal de Buenas Tareas

INSCRÍBETE - ES GRATIS