Turismo e a luta contra a pobreza

Solo disponible en BuenasTareas
  • Páginas : 5 (1242 palabras )
  • Descarga(s) : 0
  • Publicado : 28 de junio de 2010
Leer documento completo
Vista previa del texto
O Turismo e a Luta contra a Pobreza

O turismo é uma das actividades socio-económicas de maior importância em vários países do mundo, chegando até a ser a de maior ênfase em muitos deles. Com os índices de crescimento registados nos últimos 50 anos, o turismo compete, actualmente, com sectores, como a exportação de petróleo, automóvel e indústria alimentar. Esta actividade além de ser um fortegerador de empregos, ainda movimenta e impulsiona a produção de dezenas de outras actividades económicas. Por exemplo, o turismo impulsiona desde a produção de mesas e cadeiras para um restaurante até à construção de um hotel, à produção agrícola, passando ainda por várias outras actividades.

Analisando essas duas consequências acima, concluímos ainda que ele é um forte elemento para ocrescimento económico, já que é um elemento de distribuição de renda e possibilita a formação de receitas públicas com a entrada de dinheiro no núcleo receptor.

Além dessas principais consequências acima, ainda incentiva e realiza uma renovação tecnológica. Isso é um facto verdadeiro, pois com o passar dos anos e com o aumento do fluxo turístico, a infra-estrutura turística vai sendo ultrapassada pornovas tecnologias obrigando ao centro receptor a trocá-las por novas e mais avançadas instalações para agradar aos turistas.

Na parte política, actua trazendo muitos benefícios para o centro receptor que nele acredita e investe para conseguir retorno com a chegada dos turistas, o que trará para o poder público investimentos de diversas empresas na localidade fazendo com que aumente a entrada dedivisas nesse núcleo receptor, gerando assim uma política interessada e organizada no sector turístico fazendo uma boa imagem do lugar aumentando seu prestigio, alem de se criarem associações, sindicatos e outros tipos de organizações, forçando teórica e naturalmente a nascer uma forte organização social.

É, no entanto, de realçar que a importância da actividade turística não deriva apenas dosefeitos económicos que provoca, ou da quantidade de empregos que gera; O seu impacto vai mais além, abrangendo as comunidades, trazendo benefícios ambientais, e culturais para as localidades e ainda actuando como um instrumento da luta contra a pobreza.

Desenvolver o turismo numa região implica dotá-la das infra-estruturas básicas, como estradas, hospitais, saneamento básico e criação de umarede regular de fornecimento de água e electricidade. Criando essas condições para garantir o desenvolver da actividade turística, garantimos ao mesmo tempo, à própria população as condições básicas de vida, o que irá por sua vez aumentar a sua qualidade de vida ao serem melhoradas, por exemplo a ligação entre localidades, o atendimento na área da saúde, ou a diminuir a propensão a doenças que advêmde más condições de higiene, entre muitas outras mudanças. Outro sector que conhece benefícios com o desenvolvimento turístico é o da educação, pois grande parte dos empregos directos gerados pelo turismo, implicam mão-de-obra qualificada, e esta só se consegue fazendo uma aposta na formação da população.

Tendo em conta a complexidade e amplitude do sistema turístico, aliado à suamultidisciplinaridade e a necessária busca pela sustentabilidade, tornam-se maiores as probabilidades de um desenvolvimento, verdadeiramente sustentável, se este se der através de um planeamento estratégico, integrado e participativo, envolvendo todos os sectores da localidade, região ou país.

Ao se definir um plano de acção e de orientação para o desenvolvimento turístico num país torna-se porémnecessário que seja assumido um compromisso por parte do poder público, do privado e da comunidade em cumprir o que se revelar ser melhor para a colectividade e não mais lucrativo para um grupo de indivíduos. Há que se fazer esforços no sentido de se descentralizar os benefícios usufruídos da actividade turística. Será necessário ainda criar legislação e regulamentação e organismos de fiscalização que...
tracking img