História de sri ganesha

Solo disponible en BuenasTareas
  • Páginas : 13 (3029 palabras )
  • Descarga(s) : 0
  • Publicado : 15 de febrero de 2012
Leer documento completo
Vista previa del texto
A HISTÓRIA DE SHRI GANESHA



Shri Parvati e Shri Shiva viviam num belo palácio perto do Monte Kailasha. Usualmente, Shri Shiva ausentava-se de casa, deixando, a cargo de Shri Parvati, todas as tarefas domésticas. Por isso, quando ela estava fazendo alguma coisa, por exemplo, quando se recolhia para meditar, a todo momento, era interrompida pelos mais diversos motivos. Um dia, ela deu umaordem para que nenhum empregado a perturbasse e ordenou também a Nandi, a montaria de seu marido e chefe dos Ganas do Senhor Shiva, que não permitisse que ninguém entrasse no palácio naquela hora, pois ela iria preparar-se para o banho. Dois minutos depois dessa ordem ter sido dada, chegou ao palácio o Senhor Shiva que foi entrando. Nandi nada disse porque pensou: “não posso impedir que o SenhorShiva o meu senhor e dono do palácio deixe de entrar em sua casa.”
Shri Parvati estava se preparando para o banho e já havia escolhido um belo sari para vestir e até soltado os seus cabelos, quando Shri Shiva entrou no quarto sem pedir licença. Shri Parvati fechou a cara e disse: “Nandi me desobedeceu. Ordenei a ele que não permitisse a entrada de ninguém no palácio e aqui está você ! Você é omeu marido, mas não tem o direito de entrar em meus aposentos sem a minha permissão.” Shri Shiva achou graça da braveza de Shri Parvati, o que a deixou mais aborrecida. Então, ela pensou: “preciso de um Gana que obedeça apenas a mim.” Em seguida, ela foi para as margens do rio Gânges e começou a tirar de seu corpo a pasta de açafrão e sândalo que misturada ao pó da terra e água, ela fez umaespécie de barro e com ele foi modelando uma criança que aparentava ter, mais ou menos, 10 anos. Quando ela terminou, achou-o tão lindo e com a aparência de tão forte e, ao mesmo tempo, tão doce, que ela resolveu chamá-lo de SUMUKHA. No entanto, SUMUKHA era ainda uma estátua e não um ser vivo. Para dar-lhe vida, Shri Parvati começou a banhá-lo nas águas do rio Gânges. De repente, aquele que parecia umacriança de 10 anos, foi se tornando enorme. Tão grande que Shri Parvati parecia ser do tamanho de uma formiga perto dele. Nesse momento, ela ainda estava admirando o milagre que havia acontecido com SUMUKHA, quando apareceu a Deusa Ganga (que é o próprio rio Gânges) dizendo-lhe: “veja, esse é o meu filho VIKATA.” Shri Parvati replicou: “ele não é seu filho. Ele é VIKATA, mas é meu filho SUMUKHA.”As duas discutiam de quem era o filho, quando SUMUKHA - VIKATA, que já havia retomado seu tamanho normal, correu para Shri Parvati, fez-lhe um Namaskar e disse-lhe: “a senhora é a minha mãe.” A Deusa Ganga não se importou, porque ela sabia, desde o início, que ele era filho de Shri Parvati. No entanto, ela havia se encantado tanto com ele, que o queria para si.
Shri Parvati então voltou para opalácio e disse a SUMUKHA-VIKATA: “eis aqui esse porrete que é a sua arma. Você não deve permitir que ninguém, mas absolutamente ninguém entre no palácio, sem a minha permissão.”
Nem bem Shri Parvati havia entrado, chegou o Senhor Shiva. Ao avistar o garoto, ele disse a um de seus Ganas: “quem é aquela criança que está à porta do palácio montando guarda? Eu nunca a vi. Como é bonita essa criança!”
Ao aproximar-se da porta, Shri Shiva teve a sua entrada barrada por SUMUKHA, que lhe disse: “alto lá ! Ninguém entra sem a permissão de minha mãe.” Shri Shiva fechou a cara e disse: “criança idiota, saia de meu caminho. Você sabe quem sou eu?” SUMUKHA nada falou, mas o empurrou vigorosamente com seu porrete. Shri Shiva ficou furioso e gritou: “idiota. Eu sou Shiva, marido de Parvati e dono dessacasa. Como ousa proibir-me de entrar em minha própria casa?” Mais uma vez, SUMUKHA nada disse, mas apenas levantou o bastão de forma ameaçadora.
Shri Shiva foi então para junto de seu exército de Ganas e ordenou: “tirem aquele idiota de lá e venham avisar-me.”
Imediatamente, os Ganas foram cumprir a ordem, rindo com a perspectiva de se divertirem com tarefa tão fácil.
Ao se aproximarem...
tracking img