Discurso de 16 de abril de 1961

Solo disponible en BuenasTareas
  • Páginas : 6 (1398 palabras )
  • Descarga(s) : 0
  • Publicado : 28 de noviembre de 2011
Leer documento completo
Vista previa del texto
Análise do documento “Discurso de 16 de Abril de 1961”.

O documento que iremos analisar é uma peça fundamental para o entendimento de toda a idéia de Fidel Castro para a implantação de um governo socialista em Cuba e do porque da revolta do militante contra o governo Ianque. Trata-se de um discurso de Fidel, proferido um dia antes a fracassada “invasão norte-americana” na Playa de Giron, nabaía dos Porcos (17 de abril de 1961), que duraram três dias (15 á 17 de Abril de 1961) e teve vitória cubana sobre a milícia anticatristas, que por sua vez foram treinados e equipados por agências norte-americanas.
Analisando o discurso, podemos perceber três pontos, que ao mesmo tempo são distintos e se ligam em certas ocasiões dando assim conexões para um melhor entendimento do texto. Naprimeira analise da leitura o autor tenta lhe mostrar como o “imperialismo” norte-americano, ditas as leis globais para o funcionamento de um sistema que o enriquece. Na segunda parte Fidel nos mostra as vantagens do sistema socialista sobre o capitalismo sangrento, coloca exemplos de como a URSS se sobressaia (em meados da Guerra Fria) sobre os Ianques. E na terceira e última parte, Fidel mostra umcaráter de união para com seus compatriotas, chamando do mais humilde camponês a um grande militar, para lutar, fiel e honrosamente na briga contra uma potência que lhes tentavam controlar e na implantação de um sistema tão sonhado pelo militar.
O “Discurso de 16 de Abril de 1961” foi proferido por Fidel, no polêmico enterro dos jovens assassinados devido ao ataque aéreo por bombardeirosnorte-americanos instalados em bases no território guatemalteco, proferidos no dia 15. A indignação de Fidel é tanta que ele foca por várias vezes seu discurso em tentar mostrar, não somente para toda a população cubana, e sim para o mundo como age o imperialismo Ianque. A forma com esses ataques foram planejados e executados de maneira abusiva. “[...] O governo dos Estados Unidos tentou no dia de ontem lesaro mundo da maneira mais cínica e mais desavergonhada que se possa conceber.”.
O ataque procedido pela força abusiva norte-americana causou não somente uma repercussão regional entre Estados Unidos e Cuba. A notícia se espalhou pelo globo, e para piorar a situação do recém eleito presidente John F. Kennedy as próprias redes de TV, rádio e mídia impressa norte-americanas trataram de divulgar opéssimo início do recém eleito governante da casa Branca.
Do sangrento imperialismo norte-americano para o outro lado de um sistema, o tão sonhado e admirado socialismo. Após muitas críticas e desavenças com os meios nada convencionais dos Estados Unidos fazer política externa, Fidel chega à conclusão que o melhor e mais humano sistema para um país prosseguir em frente é o socialismo. O militar fazuma comparação bem realista sobre as duas potências (EUA e URSS) que já viviam em meados da Guerra Fria. Fidel coloca cada uma das potências em um dos lados da balança.
Do lado soviético, temos a ilustre figura de Iuri Gagarin, que realizou a façanha de ser o primeiro homem a ir para o espaço e regressar com total segurança. Que segundo Fidel, nem chega aos pés da façanha Ianque, que foi de purae intensa desonestidade, que arma e treina a “gusanera” (que vem de gusano, “verme” em castelhano, referindo-se aos traidores do movimento revolucionário socialista anti-Fulgêncio que há dois anos tomavam havana e retiravam o tirano Fulgêncio Batista do poder), para matar os jovens militares e revolucionários cubanos que não se deixavam abalar, e seguiam o espírito de Cuba.
São desses jovens decoragem inabalável, jovens que mesmo em notável desvantagem bélica conseguem nem que seja por um mínimo, responder ao desonesto ataque americano. É desse tipo de homem que Fidel convida para uma luta militar e ideológica contra os Estados Unidos. Uma luta entre um sistema desumano contra um sistema humanitário. A luta ideológica que já existia entre a União soviética e os norte-americanos,...
tracking img