Possibilidades de ensino de valores

Solo disponible en BuenasTareas
  • Páginas : 16 (3849 palabras )
  • Descarga(s) : 4
  • Publicado : 10 de marzo de 2010
Leer documento completo
Vista previa del texto
|INDICE | | | |

| |Resumo….................................................................................................... |1 |
| |Introdução..................................................................................................|1 |
||.. | |
|1. |Os desafios da diversidade ideológica na educação……………………… |2 |
|2. |Ensino de valores…..................................................................................... |5 |
|2.1. |Omodelo de clarificação de valores…….................................................... |5 |
|2.2. |O modelo comunidade justa……................................................................ |6 |
|2.3. |O modelo de educação do carácter............................................................. |7 |
|3. |Possibilidadesda educação de valores…................................................... |8 |
|4. |Considerações finais…................................................................................ |10 |
|5. |Referências bibliográficas………............................................................... |11 |

Resumo
No contexto da relaçãoexistente entre a ideologia e a educação, analisam-se os tipos de valores transmitidos pela escola na nossa sociedade, como são transmitidos e, no final, se explora a possibilidade de utilização dos valores do “4 de Outubro” na criação de outros valores.
Introdução
Este trabalho analisa a relação entre ideologia e educação no nosso contexto, tomando como unidade de análise o “4 de Outubro”consagrado dia da paz e da reconciliação nacional.
A importância da ideologia deriva da íntima relação que a educação tem com o poder político. (MUSGRAVE, 1978, p. 307), dentre outras funções, identifica a função política, na qual a educação deve em primeiro lugar, abastecer dirigentes políticos a todos os níveis da sociedade democrática, e depois, pede-se à educação que ajude a preservar oactual sistema de governo garantindo lealdade popular para com ele.
Essa lealdade implica uma confiança entre a educação e o poder político. Este guia-se por determinada ideologia que é definida por (FERNANDES e BAMBO, 2009, p.106) como o conjunto de ideias jurídicas, políticas, morais, religiosas, filosóficas, científicas e artísticas que fundamentalmente servem os próprios indivíduos naapreciação das suas relações. Ou seja, conjunto de crenças e de conceitos que têm como função explicar a realidade social através de códigos de leitura específicos de grupos ou indivíduos, inspirando-se largamente em valores, propõe uma orientação precisa à acção histórica desse mesmo grupo.
Por outro lado, a ideologia como o campo de intercepção entre a educação e a política, transforma asociedade mediante a produção de valores e a criação de fronteiras de acção.
É um facto que o tratamento educacional do “4 de Outubro” não tem tido grande impacto em termos de educação de valores que essa efemêride encerra. Por um lado, não se aplica o princípio de - parafraseando a José Martí – la mejor forma de decir es hacer[1] por parte dos protagonistas do Acordo Geral de Paz e, por outro,existe pouca exploração educativa dos valores que nortearam a assinatura do acordo.
Essa realidade pode constituir-se numa possibilidade de análise do fazer educativo dos professores, na procura de pontos de contingência para o desenvolvimento de uma educação de valores aceites na nossa sociedade.
A importância dos valores no funcionamento social torna legítima a preocupação sobre que tipos de...
tracking img