Teoria das mediações flexionada por grunig na teoria da excelência

Solo disponible en BuenasTareas
  • Páginas : 16 (3789 palabras )
  • Descarga(s) : 0
  • Publicado : 9 de noviembre de 2010
Leer documento completo
Vista previa del texto
Teoria das Mediações flexionada por Grunig na Teoria da Excelência 1 Luana Guimaraens RIBEIRO 2 Michele Bianchini dos SANTOS 3 Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, RS

RESUMO O artigo analisa a Teoria da Excelência de Grunig através da proposta da função mediadora de Relações Públicas com o suporte da teoria das mediações proposta por Jesús Martín-Barbero. A mediação é essencialpara o bom entendimento do papel do profissional, assim como para a atuação dele em busca de uma comunicação eficaz e da legitimidade, eficiência e valor da profissão buscados pelos Relações Públicas.

PALAVRAS-CHAVE: Mediação; Função Mediadora; Relações Públicas; Teoria da Excelência.

Introdução

James Grunig é um grande estudioso de Relações Públicas e propõe a excelência da profissãoatravés de uma teoria denominada Teoria da Excelência. Basicamente, o autor propõe uma comunicação de excelência que terá em uma das funções de Relações Públicas, a mediadora, um dos meios para alcançar seu objetivo maior: criar relacionamentos entre todos os seus públicos, agregando valor à organização. É necessário lembrar onde o termo mediações agregou-se à Comunicação e às Relações Públicas para umamelhor compreensão da Teoria da Excelência vista pelo lado das mediações.

O termo Mediações e a Comunicação

1

Trabalho apresentado na Divisão Temática Relações Públicas e Comunicação Ogrnizacional da Intercom Júnior – Jornada de Iniciação Científica em Comunicação, evento componente do XXXIII Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação. 2 Estudante de Graduação 5º semestre do cursode Comunicação Social – Habilitação Relações Públicas da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). E-mail: luanagribeiro_23@hotmail.com. 3 Estudante de Graduação 5º semestre do curso de Comunicação Social – Habilitação Relações Públicas da UFSM. Email: michebianchini@yahoo.com.br. O trabalho foi orientado pela professora Doutora Elisângela Mortari, do Curso de Comunicação Social da UFSM. E-maill:elimortari@hotmail.com.

1

Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação
XXXIII Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação – Caxias do Sul, RS – 2 a 6 de setembro de 2010

Jesús Martín-Barbero, por meio da sua pesquisa com os povos latinoamericanos, contribuiu para o estudo da comunicação através de uma nova ótica para o entendimento sobre recepção.Diferente do esquema constante emissor-dominado e receptor-dominante, todo o processo de comunicação é considerado, e o receptor participa como parte importante desse processo, agindo como sujeito de toda a ação. Segundo Martín-Barbero, a mensagem recebe significado através da consciência do receptor de participação por intermédio do seu repertório, agregando valores ao significado da mensagem. Issoocorre por parte do que o autor denomina pelo termo mediações. Mediar a ação comunicativa seria considerar a figura receptora essencial para o entendimento de todo o ‘caminho’ feito pela mensagem. O estudioso dá ênfase à cultura como maior detentora dessa mediação e a necessidade de pensar essa cultura, colocando-a no cenário comunicacional. É proposto considerar “seu caráter de processo produtorde significações e não de mera circulação de informações, na qual o receptor, portanto, não é um simples decodificador daquilo que o emissor depositou na mensagem, mas também um produtor” (MARTÍN-BARBERO, 1997, p.287). A partir dos dispositivos socioculturais, as mediações seriam os lugares onde se configuram e se delimitam os significados. Nesses lugares, o receptor age de acordo com elementosque o definem e o compõem como indivíduo. Em sua obra Dos Meios às Mediações (Martín-Barbero, 1997), são propostos três lugares de mediação a partir do estudo do meio televisivo. São eles: cotidianidade familiar, temporalidade social e competência cultural. Martín-Barbero vem atualizando o termo mediações desde a publicação de De los Medios a lass Mediaciones (1987), e inúmeros são os estudiosos...
tracking img