Antropologia como ciência social no brasil - mariza peirano

Solo disponible en BuenasTareas
  • Páginas : 26 (6453 palabras )
  • Descarga(s) : 0
  • Publicado : 10 de enero de 2012
Leer documento completo
Vista previa del texto
A Antropologia como Ciência Social no Brasil

A ANTROPOLOGIA COMO CIÊNCIA SOCIAL NO BRASIL 1

Mariza G. S. Peirano

O fato de a antropologia ter se consolidado no Brasil como uma das ciências sociais é pleno de conseqüências, se comparamos o caso brasileiro com o desenvolvimento da disciplina em outros contextos, especialmente nos centros reconhecidos de produção intelectual. Mas, mesmocomo uma das ciências sociais, a antropologia no Brasil manteve a dimensão de alteridade que é característica fundante da disciplina. Este artigo tem sua motivação nesse fato. Nele são discutidas algumas conseqüências mais gerais que dele decorrem, assim como uma específica: a configuração que a antropologia adquire no Brasil a partir dos anos 60.

O fato

no Brasil começa a se ver como umagenuína ciência social – isto é, como um ramo da sociologia dominante dos anos 40 e 50. Penso não ser exagero usar como metáfora o fato de a antropologia ter se desenvolvido como uma “costela” da sociologia então hegemônica. No entanto, para se constituir como antropologia nesse contexto, foi necessário manter e desenvolver um estilo sui generis de ciência social, no qual uma dimensão de alteridadeassumisse a dupla função de produzir uma antropologia no Brasil e do Brasil. Inicio portanto com a pergunta: o que há de fundamental nos anos 60 que marca essa orientação? Se optamos por um olhar institucional, é nos anos 60 que se implantam os primeiros programas de pós-graduação em antropologia nas universidades federais.2 É esse o momento em que se inicia a reprodução social dos antropólogos demaneira sistemática, formando o que hoje, retrospectivamente, se reconhece como gerações e descendências.3

É no período que compreende as décadas de 60 e 70 que a antropologia

1 Agradeço a Miguel Vale de Almeida e João Leal o convite para participar do colóquio “Antropologias Brasileiras na Viragem do Milênio” e a Joaquim Pais de Brito os comentários. 2 Esse é o período em que se fundam osprogramas no Museu Nacional/UFRJ e na Universidade de Brasília. Logo em seguida, cria-se o programa de Campinas, que se soma, em São Paulo, ao mais antigo doutorado em antropologia no país, o da USP. 3 Na concepção de Antonio Candido, trata-se do início de uma tradição de saber, diferente de manifestações anteriores, que constituem momentos em que não há continuidade de obras e autores, e quando osúltimos não estão cientes de integrarem um processo de formação. Naturalmente, o tempo das manifestações não impede surgirem obras de valor; na verdade, os autores desse período são freqüentemente considerados fundadores pelos que os sucedem, quando estão estabelecidas linhas contínuas de estilos, temas, formas ou preocupações (Candido 1959).

Etnográfica, Vol. IV (2), 2000, pp. 219-232

219 Mariza G. S. Peirano

Mas uma segunda perspectiva antecede a fundação dos programas e focaliza o contexto disciplinar da época, isto é, a relação entre a antropologia e a ciência social hegemônica então: a sociologia. Nesse contexto histórico, condições sociais favoreceram, por exemplo, o aparecimento do conceito de “fricção interétnica” – noção que marcou, conceitual e institucionalmente, ainclusão de pontos de vista e orientações teóricas considerados, na época, propriamente sociológicos a uma temática reconhecida como antropológica. O bem-sucedido conceito de fricção interétnica toma a questão indígena como motivação para se pensar a sociedade nacional “através da presença certamente ‘incômoda’ dos grupos tribais” (Cardoso de Oliveira 1978: 11). O índio era um indicador sociológicopara os que estudavam a sociedade nacional, seu processo expansionista e sua luta para o desenvolvimento – tanto quanto o negro havia servido ao mesmo propósito para Florestan Fernandes.4 O adjetivo incômodo é revelador de um ideal de sociedade nacional integrada, se não para o antropólogo, para a sociedade civil dominante. Mas hoje, ao se rever o sucesso institucional das disciplinas, é...
tracking img