Editor de textos "vi"

Solo disponible en BuenasTareas
  • Páginas : 11 (2612 palabras )
  • Descarga(s) : 0
  • Publicado : 7 de noviembre de 2010
Leer documento completo
Vista previa del texto
"vi" é a sigla para "Visual Interface". A origem desse nome se deve ao seguinte fato: quando o vi foi criado (começo da década de 80), não era comum existirem editores de textos como nos dias de hoje. Naquela época, você digitava um texto mas não podia vê-lo! Isso mesmo! Em 1992, foi criado o vim (Vi IMitator), um clone fiel ao vi, porém com muitas outras funcionaliades, que só foram sendoadicionadas. Algum tempo depois, o vim passou a ser chamado de `Vi IMproved' (vi melhorado).

O vim é um dos editores de textos mais utilizados no mundo Unix. Em alguns sistemas, existe um link simbólico (/bin/vi) apontando para o /usr/vim. Em outros, o /bin/vi é o executável, só que executa diretamente o vim. Muita gente acha que usa vi, mas na verdade utiliza o vim, e eles têm algumas diferenças. Oque você verá abaixo fala sobre o vim.

O vim é um editor de textos muito poderoso, ele pode: abrir vários arquivos ao mesmo tempo, possui sistema de autocorreção, auto-identação, seleção visual, macros, seleção vertical de texto, uso de expressões regulares, sintaxe colorida, e muito mais. Ele não é exclusivo do Unix, ou seja, pode ser executado em outras plataformas, como Amiga, MacOS, Sun,Windows entre outras.

Existe também o gvim, que é o vim em modo gráfico, com todas as funcionalidades do vim em pleno funcionamento, o que muda é apenas o modo gráfico mesmo.

O vim possui vários modos, ou seja, estados em que ele se encontra. São eles: modo de inserção, comandos, linha de comando, visual, busca e reposição. Abordarei os dois principais:

Modo de inserção e de comandosPara identificar o modo (estado) do vim, basta visualizar o rodapé da tela.

Agora, vamos à prática. Para executar o vim, utilize:

$ vi => Abre o vim vazio, sem nenhum arquivo e exibe a tela de apresentação.
$ vi arquivo => Abre o arquivo de nome "arquivo".
$ vi arquivo + => Abre o arquivo de nome "arquivo", com o cursor no final do mesmo.
$ vi arquivo +10 => Abre o arquivo de nome "arquivo",com o cursor na linha 10.
$ vi arquivo +/Copag => Abre o arquivo de nome "arquivo", na primeira ocorrência da palavra "Copag".

Ao executar o vim, ele inicia diretamente em modo de comando. Para comprovar, é só olhar na última linha (rodapé) e não vai haver nada lá. Isso quer dizer que você não conseguirá escrever nada, pode digitar a vontade que só vai ouvir beeps. Para começar a escrever,pressione "i" em seu teclado. O vim entra em modo de inserção, que você comprova (como falado anteriormente) pelo rodapé da tela, onde fica a seguinte marcação:

- - -- INSERT --

Suponha que você já digitou o bastante, e quer salvar, por segurança. Pressione a tecla ESC para voltar em modo de comandos. E veja os comandos para salvar/sair:

:w => Salva o arquivo que está sendo editado nomomento.
:q => Sai.
:wq => Salva e sai.
:x => Idem.
ZZ => Idem.
:w! => Salva forçado.
:q! => Sai forçado.
:wq! => Salva e sai forçado.

Então, você editou uma boa quantidade de textos e quer salvar:

:w

Agora, quer voltar a editar o texto:

i

Lembre que utilizando o "i" para inserção, a mesma se inicia inserindo texto antes do cursor. Veja agora outros subcomandos de inserção detexto:

A => Insere o texto no fim da linha onde se encontra o cursor
o => Adiciona uma linha vazia abaixo da linha corrente
O => Adiciona uma linha vazia acima da linha corrente
Ctrl + h => Apaga último caracter à esquerda

Voltando ao modo de comando:

Veja agora subcomandos para movimentação pelo texto:

Ctrl + f => Passa para a tela seguinte.
Ctrl + b => Passa para a tela anterior.
H=> Move o cursor para a primeira linha da tela.
M => Move o cursor para o meio da tela.
L => Move o cursor para a última linha da tela.
h => Move o cursor para caracter a esquerda.
j => Move o cursor para linha abaixo.
k => Move o cursor para linha acima.
l => Move o cursor para caracter a direita.
w => Move o cursor para o início da próxima palavra (não ignorando a pontuação).
W => Move...
tracking img