Produção de amonia e ácido nítrico.

Solo disponible en BuenasTareas
  • Páginas : 8 (1810 palabras )
  • Descarga(s) : 0
  • Publicado : 19 de agosto de 2012
Leer documento completo
Vista previa del texto
Índice

| Páginas |
Introdução_ _ | 3 |
Material e reagentes utilizados_ _ | 5 |
Cuidados de segurança_ _ | 6 |
Procedimento experimental__ | 8 |
Diagrama com a organização da actividade laboratorial_ _ | 9 |
Registo de observações_ _ | 10 |
Conclusão – interpretação dos resultados_ _ | 11 |

Introdução
Objectivos
* Identificar compostos de amónioe amoníaco, usando testes químicos específicos e concluir que materiais de uso diário têm na sua constituição compostos de amónio (adubo e produtos de limpeza);
* Reconhecer o laboratório como local de trabalho onde têm de ser respeitadas a regras de segurança;
Introdução teórica

O amoníaco (NH3) é um gás incolor, irritante, inflamável, tóxico e de odor característico e sufocante, muitosolúvel na agua. A síntese industrial de amoníaco é feita pelo processo de Haber-Bosch, descoberto devido à necessidade de disponibilizar uma maior quantidade de alimentos com o aumento da população mundial, visto que o amoníaco possui azoto na sua constituição, elemento essencial ao desenvolvimento das plantas. O amoníaco é principalmente usado na síntese de fertilizantes e de catalisadores, naprodução de ácido nítrico e como refrigerante. O amoníaco e também usados nos adubos.
Existem assim vários tipos de adubos:
* os adubos simples, que só contém um fertilizante (azoto, fósforo ou potássio) classificando-os como um adubo azotado, fosfato ou potássico consoante o fertilizante usado. Os adubos azotados podem ainda apresentar a forma nítrica (adubos que contem azoto na forma deiões NO3-), a forma amoniacal (adubos que tem na sua composição iões NH4+) e forma orgânica;
* os adubos compostos que contêm pelo menos dois (forma binária) ou três (forma trinaria) elementos fertilizantes;
* e, os adubos orgânicos, que se obtêm a partir de matéria de origem animal ou vegetal.
A identificação do amoníaco e dos compostos de amónio é feita através da adição de uma base forte,por exemplo, o hidróxido de sódio, que transforma os iões amónio em amoníaco, cuja identificação é possível através de testes laboratoriais.
As equações químicas que traduzem a formação do amoníaco são:
NH4+ aq+ HO- aq→ NH3 aq+ H2O (l)
N2 g+ 3 H2 g→2 NH3 (na atmosfera)
Nesta actividade experimental fizemos cinco testes, cuja explicação se segue:
Teste A Carácter alcalino: este testetem como objectivo comprovar o carácter alcalino de uma solução que contenha amoníaco ou ião de amónio. Isso comprova-se através da alteração da cor de uma fita de papel vermelho de tornesol, previamente humedecida, para azul, na presença de amoníaco gasoso. As equações que traduzem esta reacção são:
NH3l↔ NH3 g por aquecimento
NH3g+ H2O l↔ NH4 + aq+ HO- aq

Teste B Cheiro:este teste tem como objectivo comprovar a existência de amoníaco numa solução através da existência de um cheiro forte e picante do amoníaco.

Teste C Fumos brancos: este teste tem como objectivo produzir cloreto de amoníaco (NH4Cl sólido) a partir o amoníaco (NH3) e do cloreto de hidrogénio (HCl). Se a amostra contiver amoníaco ou ião de amónio, formar-se-ão fumos brancos de cloreto deamoníaco, de acordo com a equação química seguinte:
NH3 g+ HCl g→ NH4Cl s

Teste D Reacção com Cu (II): este teste, realizado em solução aquosa, permite identificar a presença de amoníaco numa amostra quando esta é adicionada, gota a gota, a uma solução diluída de sulfato de cobre (II). Primeiro aparece uma mistura que contém um precipitado azul-claro de hidróxido de cobre. A equação química...
tracking img