Trabajo 1

Solo disponible en BuenasTareas
  • Páginas : 31 (7687 palabras )
  • Descarga(s) : 0
  • Publicado : 3 de diciembre de 2011
Leer documento completo
Vista previa del texto
http://www.agileway.com.br/2010/01/18/nokia-n-gage-um-case-de-fracasso/
18 de Janeiro de 2010
Nokia N-Gage: um case de fracasso
Quando pensamos em Nokia, logo pensamos em celulares confiáveis, robustos e de alto padrão de qualidade. De fato, a empresa continua sendo uma das preferidas do público no mundo todo. Mesmo com o advento do iPhone, a joint-venture da Sony com a Ericsson, a reinvençãoda Motorola e a entrada de outras empr0esas como Dell, HTC, entre outras.
É uma empresa admirada no mundo ágil por ser uma das grandes a implantarem o Scrum. O “Nokia test” é usado até hoje para empresas verificarem se estão aplicando o Scrum ou um Agilefall ou Scrumbut.
Mas, como veremos neste post, nem uma empresa admirada como essa está imune a erros. E quando eu falo de erro, pensem naforma mais pejorativa. Pensem em um ralo sugando dinheiro. Pensem em algo que conseguiu manchar a imagem da empresa.
Pensem no N-Gage.
Um autor comparou a Apple com a Nokia. E fez a seguinte constatação:
“O forte da Apple é o design. O forte da Nokia é a tecnologia”.
De fato. A Apple prima pela perfeição do seu “front-end”: design industrial e software. Praticamente a empresa vive de criarconceitos. Já a Nokia costuma estar um pé na frente na questão tecnologia, principalmente no “back-end”, especialmente o hardware dos celulares. Embora já tenha cometido um erro enorme ao afirmar, há alguns anos atrás, que não via potencial de investimento em smartphones touchscreen.
O conceito do N-Gage
Estamos em 2002. A Nokia desenvolve uma pesquisa para identificar tendências e o resultado indicaque as pessoas estão se interessando por jogos em dispositivos móveis. E mais do que isso: as pessoas estariam dispostas a pagar e até relevar algumas limitações se o celular tivesse um potencial de entretenimento.
Alie-se a isso o posicionamento da Nokia, de enxergar o mercado de jogos com um potencial a ser explorado. Veio a idéia: “Criar um celular-console que seria revolucionário na parte dehardware, e também revolucionário no ecossistema de software”. O embrião do N-Gage estava formado.
A idéia foi bastante promissora. Os jogos deixariam de ser stand-alone para se tornarem multiplayer. Até mesmo “casual games” (jogos que o cara joga para passar o tempo) teriam potencial para partidas um contra o outro e pontuação online. Além disso, o hardware permitiria a introdução de aplicativosmais robustos, em 3D. Era a possibilidade de jogar Doom, Quake ou Tomb Rider no seu celular!
E ainda adicione a isso um processador potente (para a época), MP3, FM, internet e todas as funcionalidades que um smartphone precisa. Sim, é o celular que o público espera!
A Nokia estava otimista. Previa seis milhões de aparelhos vendidos, nos primeiros anos. Queria rivalizar com o Gameboy, inclusive.Na prática
O celular foi lançado no segundo semestre de 2003. Visto pelo público como um daqueles gadgets que todos querem, mas que no fim das contas é meio inútil, as vendas foram terrivelmente baixas nas primeiras semanas. Já nos primeiros meses, o preço caiu pela metade, visando alavancar as vendas.
Chris Morris, escrevendo para a CNN disse:
“Este aparelho pode ser ótimo no papel. Mas é umdesastre na execução.”
Comparando com o Gameboy, em determinado momento, a comparação entre as vendas de um e outro era de 100 Gameboys para 1 N-Gage. Um fracasso retumbante para a Nokia.
O celular teve sérios problemas de identidade. Smartphone? Celular? Console? Afinal, o que era? Isso contribuiu para a rejeição de muitos, principalmente os formadores de opiniões.
Dizem que o sucesso de umconsole é medido pela capacidade de gerar “killer apps” (programas matadores) num curto prazo. Para situá-lo: Nintendo e Mário Bros.; Sega e Sonic; Wii e Wii Sports; X-Box e Halo; Gameboy e Tetris; Playstation e Gran Turismo ou Pro Evolution Soccer.
O N-gage não teve um game que o sustentasse. Existiram bons jogos, mas nenhum que fosse o carro chefe do sistema. Além disso, foram poucos jogos...
tracking img