Ansiedad

Solo disponible en BuenasTareas
  • Páginas : 10 (2389 palabras )
  • Descarga(s) : 0
  • Publicado : 18 de enero de 2012
Leer documento completo
Vista previa del texto
ANSIEDADE

I. INTRODUÇÃO

A. Vivemos numa cultura moderna onde a competitividade é imensa e onde se atrela o valor pessoal; o sucesso individual está atrelado a valores muito mais ligados ao material, do que às relações afetivas interpessoais.
2. A ansiedade é constante por causa da ameaça de fracasso.
3. Dr. May afirma sabiamente que:
“O individualismo competitivo milita contra aexperiência de comunidade, e a falta de comunidade é um fator centralmente importante na ansiedade contemporânea.
3. A maneira como a sociedade caminha, mesmo com o avanço tecnológico, está sendo produtora de ansiedade.
4. A terapia psicológica não é um remédio para os males da humanidade. Ela não é a resposta para o dilema humano.
5. Não é uma contradição haver hoje, depois que o homem foi à lua, apessoa precisar de ajuda psicológica para poder funcionar melhor? Isto é um infeliz reflexo do estilo cultural de nossa vida ocidental.
f) Que progresso é este que leva as pessoas ao uso de tranqüilizantes e anti depressivos cada vez mais com maior freqüência?
g) A ansiedade é agravada pelo estilo de vida artificial, competitivo, fútil, que a cultura de nossos dias impõe.
h) A terapia ficalimitada porque você busca tratamento para viver na própria cultura que produz a doença.
9. A ansiedade e o temor são características marcantes de nossos dias.
j) O futuro, para muitos neste mundo, é incerto. A luta pela vida, um drama diário.
k) Em meio aos problemas da existência, o ser humano é tentado a esquecer o lado alegre das coisas.
l) Com os óculos escuros do pessimismo, ele vê apenasespinhos e cardos. Os lírios e os cravos são ignorados.
m) Se pararmos para pensar e refletir, vamos ver até dentro do nosso lar ou no local de trabalho, muitas pessoas que usam “óculos escuros”.
* Já não conseguem ver os lírios e os cravos da vida cristã.
o) Precisamos mudar nosso enfoque. Existem muitos motivos para erguer nossa prece de gratidão e louvor a Deus.
p) É claro que há muitosproblemas em nosso dia a dia, mas eles não podem ser creditados na conta corrente do Altíssimo.

II. ANSIEDADE

A. Sobre ansiedade há uma série de palavras usadas um tanto indiscriminadamente, mas em muitos aspectos esses termos pertencem à mesma categoria. Não obstante são coisas diferentes:
* Medo
* Fobia
* Tensão

Obs.: Farei outras palestras tratando sobre esses temas com especialdedicação.

Apenas um pequeno parêntesis sobre medo e fobia:
Medo - é a reação a uma ameaça específica que geralmente é definida com clareza.

Fobia - é um medo que se tornou exagerado e extremo - é difícil de vencer. Exemplo: Claustrofobia: é o medo exagerado de ficar preso num ambiente fechado.

1. Ansiedade - é algo mais vago e difuso. É um sentimento de que nos sentimos ameaçados nos própriosfundamentos de nossa existência.
b) Rollomay: “Uma reação a um perigo para a existência da pessoa como ser humano ou contra os valores que ela identificou com a sua existência”.
3. -“Se o fardo do amanhã for acrescentado ao de ontem e carregado hoje, fará com que até os mais fortes tropecem. Viva em compartimentos estanques dia a dia. Não deixe que o ONTEM e o AMANHÃ se intrometam em sua vidaHOJE.

- Viva um dia de cada vez. Você evitará a perda de energia, a angústia mental e as preocupações nervosas que seguem os passos do homem ansioso quanto ao futuro”.
- Sir William Osler

3. Ilustração:
Um conhecido médico diz que há três grandes tiranos na vida moderna: O telefone
O relógio
O calendário.
São ossímbolos de vida apressada, febril.
* A tirania do telefone consiste em interrupção, não apenas no decorrer de um dia trepidante, mas freqüentemente no meio da noite.
A tirania do relógio são os compromissos
A do calendário é a apreensão.
g) Essas são as coisas que nos mantém inquietos e sem descanso, as coisas que nos causam ansiedade.
8. Todos os psiquiatras, teólogos, amigos, parentes, nos...
tracking img