Friederich e o sublime

Solo disponible en BuenasTareas
  • Páginas : 26 (6332 palabras )
  • Descarga(s) : 0
  • Publicado : 12 de marzo de 2012
Leer documento completo
Vista previa del texto
A experiência do sublime na obra de Caspar David Friedrich

ÍNDICE:

- Introdução
Romantismo e paisagem
Caspar D. Friederich: o artista romântico e a sua obra.
O sublime como eixo central da estética friedrichiana
O sublime na obra de outros artistas românticos
-Conclução
-Bibliografía


INTRODUÇÃO
O presente trabalho de investigação pretendeabordar a problemática da estética do sublime na obra de Caspar Friedrich, provavelmente o melhor e o mais interessante dos seguidores desta nova estética. Para este objectivo é necessário analisar, primeiramente, o contexto geral no que este conceito vai-se nascer: o nascimento do romantismo como corrente artística e como este vai reagir face os postulados e a ordem geral estabelecida pela Academianeoclássica. De seguir, compre debuxar as linhas de desarrolho do conceito a tratar: onde surge o termo, cales são os principais tratadistas que estudam e teorizam sobre esta estética do sublime, assim como as diferentes posturas de cada autor ao respeito. Em seguida há que entrar no corpo do trabalho, isto é, como é que é tratado o sublime na obra de Caspar Friedrich. Para finalizar. otratamento desta estética em outros autores, de forma muito breve esta vez, já que a extensão do trabalho é limitada e sobretudo, por que a importância de cada um dos autores nomeados é tal, que para aborda-los em profundidade, seria preciso um trabalho de investigação próprio para cada um de eles.

1.- O ROMÂNTISMO E A PAISAGEM
Dentro da época na que tem lugar O Romantismo, e como em qualquer outromomento histórico artístico, os estilos pictóricos foram heterogéneos, e houve uma convivência com outros movimentos artísticos paralelos de diferente índole.
São muitos os estudiosos que enfrentam por completo o neoclassicismo com o Romantismo, mas o certo é que sempre houve um certo fluir de ideias comuns de um movimento a outro, e não é de estranhar encontrar elementos da estética do sublimepresentes em obras neoclássicas. De feito, já no período neoclássico a directriz de muitos artistas era a de “seguir à natureza”, si bem entendia-se de maneira muito diferente à do espírito romântico. Era uma natureza ordenada, harmónica coas estruturas arquitectónicas, complacente e serena, baixo o arbítrio humano, case representada em função do entorno do homem e não como elemento independente eprotagonista. Sim embargo, para o romântico é todo o contrario: caos e desordem natural, natureza selvagem espontânea, forças desatadas e incontroláveis junto a fantásticos paisagens de colossais dimensiones, ou cenas apassiveis mas de inavegável naturalidade e case nula presencia humana.
O período neoclássico supom um revés para a pintura de paisagem, que sem sequer haver arrancado como géneroindependente recebe um golpe demolidor por parte dos críticos do neoclassicismo, tão centrados na figura humana e na estética da antiguidade.
A paisagem era um género desprestigiado, doente pela propaganda negativa do neoclassicismo sobre ele .Na obra, O Laocoonte (publicada em 1766) de Gotthold Ephraim Lessing (1729 –1781), ubica-se a pintura de paisagem na posição mais baixa da escala artística.Assim, no Romantismo, o lugar da paisagem segue sendo indefinido e pouco apoiado pelos seus coetâneos neoclássicos: a hostilidade ao paisagismo contará com porta-vozes durante tudo o século XVIII e nas teorias de Mengs, Lessing, ou, ainda a finais do século XVIII, em C. L. Fernow, encontramos a críticas à pintura de paisagem, por considera-la indigente o vana já que não leva a uma acção heróica epor não contar com parâmetros estilísticos ou valores fixos na representação. Estes autores creiam que a paisagem afectava aos sentidos, mas não ao entendimento.

O pitoresco deve ser entendido como parte do fenómeno de rechaço cara o ordenado classicismo, coxo excesso de regulas molestava a muitos artistas. O que num principio entende-se como pitoresco (um paisagem ao estilo delineado por...
tracking img