Libras

Solo disponible en BuenasTareas
  • Páginas : 2 (298 palabras )
  • Descarga(s) : 0
  • Publicado : 17 de noviembre de 2010
Leer documento completo
Vista previa del texto
UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS

QUESTÕES SOBRE O DECRETO Nº 5.626, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2005

Lisarb
Michele Simone Antunes
Cleonir Carlos Tuwe
Ana Lúcia da Silva Costa.Lívia Tabert M. M. Gomes

SÃO LEOPOLDO
2010
1. Consideramos importante a criação do decreto, pois ele regulamenta e orienta questões pertinentes na cultura surda e o ensino deLIBRAS nas instituições de ensino públicas e privadas.

2. É uma iniciativa importante por se tratar de um primeiro passo, acreditamos que seria ainda mais significativo se os demaiscursos também oportunizassem este aprendizado.

3. Nada é citado no decreto sobre a obrigatoriedade do ensino de LIBRAS nos demais cursos. Ter a disciplina é importante em qualquercurso para facilitar a comunicação entre surdos e ouvintes no mercado de trabalho e também em rotinas diárias de modo geral. Se um médico tivesse um conhecimento em LIBRAS evitaria anecessidade de intérpretes durante suas consultas com surdos.

4. Acreditamos que a LIBRAS, assim como o português, tenha um padrão nacional, mas com peculiaridades, gírias e expressõesque variam conforme a região.

5. É difícil encontrar um professor surdo ministrando aulas de qualquer disciplina que não seja LIBRAS. Achamos que, se o surdo tem uma formaçãoespecífica, ele tem direito de lecionar conforme a sua formação. Talvez o que impeça a maioria das instituições de ensino de contratar professores surdos para ministrar suas aulas seja osgastos com intérpretes, tendo em vista que a grande maioria de seus alunos não nenhum tipo de conhecimento em LIBRAS.

6. De acordo com o artigo 14 o uso de LIBRAS seria de formafuncional, mas quando se faz uma diferença entre professor e instrutor de LIBRAS, acreditamos que tenha uma intenção de incluir na formação da Língua questões da cultura surda.Libras
tracking img